Repositório Digital

A- A A+

Relações sino-africanas contemporâneas : uma análise de dois casos distintos : Angola e Cabo verde

.

Relações sino-africanas contemporâneas : uma análise de dois casos distintos : Angola e Cabo verde

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Relações sino-africanas contemporâneas : uma análise de dois casos distintos : Angola e Cabo verde
Autor Zego, Alízia Lima da Luz
Orientador Vizentini, Paulo Gilberto Fagundes
Data 2010
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Curso de Relações Internacionais.
Assunto Angola
Cabo Verde
Cooperação internacional
Diplomacia
Política externa
Relações internacionais
[en] Cape Verde
[en] China
[en] Sino-african relations
Resumo As relações sino-africanas é um assunto que tem interessado o mundo acadêmico e a política internacional. Durante as lutas de libertação nacional, a China apoiou o continente africano, ganhando assim a confiança do mesmo. A expansão chinesa para a África é de extrema importância para o continente, que vê nesse país um aliado que não impõem condições especiais para a realização de investimentos e apoio político, com a exceção da política de “uma China”. Neste trabalho destacam-se os casos de Angola e Cabo Verde. Angola, saída recentemente de uma guerra civil, procura o apoio para o esforço de reconstrução nacional, e a China aparece como uma boa opção de financiamento. Além do mais, Angola é um país rico em recursos minerais, sendo que o país tornou-se a maior fornecedora de petróleo da China, no continente. Por sua vez, Cabo Verde viveu em paz desde a sua independência, mas é um país pobre em recursos minerais, que vê na China uma possibilidade de financiamento para a sua infraestrutura. A aproximação da China com esses países lusófonos se dá, principalmente, através da região autônoma de Macau no Fórum para a Cooperação Econômica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa.
Abstract The Sino-African relations is a subject that has concerned the academic world and international politics. During the struggles for national liberation, China supported the African continent, earning so it’s trust. The Chinese expansion to Africa is extremely important for the continent, who sees it as an ally that do not impose special conditions in order to carry out investment and political support, aside from the policy of “one China”. In this paper we highlight the cases of Angola and Cape Verde. Angola, who as recently got out from a civil war, seeks support for effort of national reconstruction, and China appears to be a good financial option. Furthermore, Angola is a country rich in mineral resources, and the country became the largest supplier of China`s oil in the continent. In other hand, Cape Verde has lived in peace since the independence but is a poor country when comes to mineral resources, and sees in China a possibility of funding for its infrastructure. The approaching between China and the lusophone countries happens, mainly through the region unattended of Macao in the Forum for the Economic and Commercial Cooperation between China and Portuguese Speaking Countries.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/28381
Arquivos Descrição Formato
000770276.pdf (1.745Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.