Repositório Digital

A- A A+

Teorização (in)dependente : as teorias de relações internacionais e a formulação da política externa brasileira

.

Teorização (in)dependente : as teorias de relações internacionais e a formulação da política externa brasileira

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Teorização (in)dependente : as teorias de relações internacionais e a formulação da política externa brasileira
Autor Barasuol, Fernanda Barth
Orientador Vizentini, Paulo Gilberto Fagundes
Data 2010
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Curso de Relações Internacionais.
Assunto Brasil
Governo Fernando Henrique Cardoso : 1995-2002
Governo Luiz Inácio Lula da Silva : 2003-2010
Política externa
Relações internacionais
[en] Brazilian foreign policy
[en] Fernando Henrique Cardoso government
[en] International relations
[en] Lula government
[en] Theories of international relations
Resumo O Estudo das Relações Internacionais é marcado pelo predomínio de teorias desenvolvidas em países do Primeiro Mundo. Embora as teorias produzidas no centro sejam largamente difundidas na periferia, existe muito pouca troca de conhecimento que vá dos países periféricos para os centrais. Assim, procura-se, nesse trabalho, analisar como essa concentração do estudo teórico em teorias produzidas no centro afeta a compreensão da realidade dos países periféricos e pode igualmente afetar a formulação de suas políticas externas. Para tanto, utiliza-se do caso brasileiro, procurando avaliar a influência das teorias nas políticas externas dos governos Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva. Acredita-se que a inclusão de teorias desenvolvidas no Terceiro Mundo contribuiria largamente para o estudo das Relações Internacionais, bem como forneceria ferramentas conceituais importantes para a formulação da política externa de países periféricos.
Abstract The study of International Relations is dominated by theories developed in First World countries. Although theories developed in countries of the center of the International System are largely debated on the periphery, there is very little exchange of knowledge that goes from the periphery to the center. Therefore, this paper analyses how this concentration of the study around theories produced in the center affects the understanding of the reality of the periphery, as well as the formulation of foreign policies in peripheral countries. For this purpose, the brazilian case is studied, an analysis is made regarding the influence of theories on the foreign policies of the governments of Fernando Henrique Cardoso and Luiz Inácio Lula da Silva. It is believed that the inclusion of theories developed in the Third World would not only contribute to the study of international relations but would likewise supply important theoretical tools for the formulation of foreign policy in Third World countries.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/28383
Arquivos Descrição Formato
000770734.pdf (544.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.