Repositório Digital

A- A A+

As relações Brasil-Japão nos anos 1970-1990

.

As relações Brasil-Japão nos anos 1970-1990

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título As relações Brasil-Japão nos anos 1970-1990
Autor Sogari, Mário Augusto Brudna
Orientador Silva, André Luiz Reis da
Data 2010
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Curso de Relações Internacionais.
Assunto Brasil
Japão
Política externa
Relações internacionais
Resumo Este trabalho procurou, através da análise dos discursos de política externa entre Brasil e Japão e da análise dos condicionamentos externos e da influência dos agentes internos na formulação das políticas externas de ambos os países, determinar quais foram as principais causas que motivaram a oscilação das relações nipo-brasileiras nas décadas de 1970 e 1980, bem como na virada da década de 1990. Utilizou-se como marcos teóricos neste trabalho as proposições de Putnam (1988) sobre a influência dos condicionamentos externos e internos na formulação da política externa, e as proposições de Hermann (1990) sobre a natureza e as causas das mudanças nas políticas externas dos agentes. Os principais fatores envolvidos na queda de atividade diplomática entre as nações envolvem, em primeiro lugar, a preferência do Japão pela defesa e manutenção da Doutrina Yoshida como principal diretriz de sua política externa, focando-se no baixo perfil político, no reforço dos laços bilaterais com os Estados Unidos e na defesa da prosperidade econômica japonesa. Isto, por sua vez, comprometeu a atuação do Japão como ator político no contexto internacional e fez com que as oportunidades junto ao Brasil, para o estabelecimento de fortes vínculos políticos, especialmente na década de 1980, não fossem aproveitadas. Em segundo lugar, a oscilação das relações seguiu também a diferenciação nos momentos vividos pelas economias ao longo do período analisado. Nos anos 1970 e 1990 a economia brasileira encontrava-se em alta, o que provocou uma motivação no relacionamento entre os países, enquanto que na década de 1980, com a crise estrutural da economia brasileira, o Japão optou por manter um baixo perfil diplomático junto ao país. Ao mesmo tempo, enquanto no Japão as década de 1970 e de 1990 representaram um período de limitações no âmbito econômico, que obrigou o Japão a buscar parcerias alternativas aos Estados Unidos, em 1980 a prosperidade econômica do país permitiu aos atores realizarem um distanciamento dessa diversificação, ao mesmo tempo em que fortaleceu-se a atuação comercial e econômica do Japão junto aos países da ASEAN.
Abstract This article has sought to, by the analyzes of the speeches of foreign policy between Brazil and Japan and by the analyzes of external pressures and the influence of internal agents in the formulation of foreign policies of both countries, determine which were the main causes that motivated the oscillation of the bilateral relations of the countries in the decades of 1970 and 1980, as well as in the turning of the decade of 1990. This article has utilized, as theoretical principles, the propositions of Putnam (1988) about the influence of external and internal pressure in the making of foreign policy, and the propositions of Hermann (1990), about the nature and the causes of change in States’ foreign policies. The main factors involved in the lowering of Brazil-Japan diplomatic activities involved, firstly, Japan’s preference for the defense and application of the Yoshida Doctrine as its cornerstone of foreign policy, focusing on a low profile in international political activities, on the reinforcement of relations with the United States and on the defense of Japanese economical prosperity. This, in turn, compromised Japan’s position as an international political actor and led to losses of opportunities with the Brazilian State, specially in the decade of 1980. Secondly, the oscillation of relations followed the different moments lived by the economies of both countries in the period analyzed in this article. In the years of 1970 and 1990, the Brazilian economy showed high growth rates and stability, factors that resulted in a motivation of the Brazil-Japan relationship, while in the years of 1980, in the presence Brazilian economy’s structural crises, Japan chose to keep a low diplomatic and economical profile with the country. At the same time, while the decades of 1970 and 1990 represented to Japan a period of economic limitations, which stimulated the search for new partnerships outside the United States alliance, in the years of 1980, the economic prosperity of the country allowed agents of keeping a distance of alliance diversifications, while reinforcing Japan’s economical and trade actions alongside ASEAN countries.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/28384
Arquivos Descrição Formato
000770820.pdf (341.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.