Repositório Digital

A- A A+

Identificação dos eventos meteorológicos desencadeadores do desastre na Bacia Hidrográfica do Rio Ibicuí, RS, em novembro de 2009

.

Identificação dos eventos meteorológicos desencadeadores do desastre na Bacia Hidrográfica do Rio Ibicuí, RS, em novembro de 2009

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Identificação dos eventos meteorológicos desencadeadores do desastre na Bacia Hidrográfica do Rio Ibicuí, RS, em novembro de 2009
Autor Turcato, Karolina
Orientador Aquino, Francisco Eliseu
Data 2010
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Geociências. Curso de Geografia: Bacharelado.
Assunto Climatologia
Ibicuí, Rio, Bacia do (RS)
Manoel Viana (RS)
Precipitação pluvial
Resumo O aumento da frequência e da intensidade de desastres associados a eventos meteorológicos recebem destaque em nosso cotidiano por ocasionarem danos materiais e sociais. Sabe-se que a Região Sul do Brasil também contabiliza prejuízos socioeconômicos em função de desastres. O objetivo deste trabalho é identificar o fenômeno meteorológico responsável pelo desastre no município de Manoel Viana (MV), Rio Grande do Sul, em novembro de 2009. Analisou-se imagens de satélite GOES 10 nos canais visível, infravermelho, vapor d’água e realçada, disponibilizadas pelo Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (CPTEC – INPE) para a identificação dos eventos meteorológicos, e imagens do satélite GOES 12 processadas pelo Forecast and Tracking of Active Convective Cells, do CPTEC, para avaliar os estágios evolutivos (desintensificação, estável e intensificação) dos CCM. Identificou-se 15 eventos de CCM em novembro de 2009, os quais foram responsáveis pelos registros de vendaval e precipitação pluviométrica em MV. O comportamento anômalo desses eventos em relação à climatologia (DURKEE E MOTTE, 2009) permitiu verificar que os totais de precipitação pluviométrica estão diretamente associados aos CCM e seus diferentes estágios. Observou-se o predomínio do estágio estável ao longo dos 15 eventos. A análise dos dados de precipitação pluviométrica das estações de MV (1979-2008), Uruguaiana, Jaguari e Cacequi (1961-1990), área de estudo, disponibilizados pela Agência Nacional de Águas (ANA) possibilitou identificar a influência dos CCM nos desvios positivos da precipitação pluviométrica de até 522 mm em média. Todas as estações registraram valores acima de 400 mm. O acumulado, novembro/2009, em MV foi de 420 mm. Destaque que os dias 13, 14, 15, 18, 20, 21, 22 e 23 de novembro/2009 representam 58 % do total de precipitação, 186,5% acima da série de 1979 a 2008 (146,6 mm) e se concentrou entre os dias 14 e 23. Cacequi registrou o maior volume (587,2 mm), seguido de Jaguari (553,4 mm) e Uruguaiana (528,2 mm). A precipitação ocorreu preferencialmente no período da tarde e os maiores valores ocorreram nos três estágios do CCM. Os 15, sucessivos, eventos de CCM justificam o decreto de Situação de Emergência em MV.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/28463
Arquivos Descrição Formato
000770571.pdf (4.175Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.