Repositório Digital

A- A A+

Validação da relação vazios/cimento na estimativa da resistência à compressão simples do caulim artificialmente cimentado

.

Validação da relação vazios/cimento na estimativa da resistência à compressão simples do caulim artificialmente cimentado

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Validação da relação vazios/cimento na estimativa da resistência à compressão simples do caulim artificialmente cimentado
Autor Rosa, Daniela Aliati
Orientador Consoli, Nilo Cesar
Co-orientador Cruz, Rodrigo Caberlon
Data 2010
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Curso de Engenharia Civil.
Assunto Engenharia civil
Resumo As misturas solo-cimento vêm sendo utilizadas com sucesso como camada de base em rodovias, camada de suporte para fundações rasas, na proteção de taludes em barragens de terra e como liners de contenção para plumas de dissipação de resíduos. Os principais fatores que afetam o comportamento das misturas solo-cimento são: teor de cimento, porosidade e teor de umidade. A norma NBR 12253 (ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS, 1992, p. 2) propõe um critério de dosagem baseado em uma série de testes de laboratório a fim de determinar a quantidade mínima de cimento que proporcione uma resistência média à compressão igual ou superior a 2,1 MPa aos 7 dias. Já trabalhos recentes têm proposto uma dosagem baseada na razão vazios/cimento, mostrando que ela é eficiente na previsão da resistência à compressão simples de solos artificialmente cimentados. Portanto, este trabalho buscou validar a relação vazios/cimento como estimativa de resistência à compressão simples do caulim artificialmente cimentado e, secundariamente, quantificar a influência do teor de cimento, porosidade e teor de umidade na resistência das misturas solocimento. Verificou-se um aumento linear da resistência com o aumento do teor de cimento. Já a redução da porosidade provoca um aumento exponencial da resistência à compressão simples. O teor de umidade provoca o aumento da resistência para todos os teores de umidade estudados. O presente trabalhou mostrou que a razão vazios/cimento (h/Civ) é válida para estimativa da resistência à compressão simples do caulim artificialmente cimentado. Foi ajustado um expoente de 0,35 ao termo Civ, este, possivelmente é função da quantidade de fino presente no solo. O teor de umidade se mostrou um parâmetro fundamental na estimativa da resistência de misturas solo-cimento siltosas, tendo sido determinadas três curvas distintas de qu versus h/Civ, uma para cada teor de umidade estudado. As equações encontradas permitem atingir a resistência necessária para um projeto de maneiras distintas, alterando-se o teor de umidade, teor de cimento ou porosidade da mistura compactada, ou ainda uma combinação destes.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/28558
Arquivos Descrição Formato
000769507.pdf (2.704Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.