Repositório Digital

A- A A+

Cruzamento entre as avenidas dos Estados e Farrapos/ Porto Alegre/ RS : eficácia da implantação de interseção em desnível em comparação ao uso de semáforos na solução dos congestionamentos na região

.

Cruzamento entre as avenidas dos Estados e Farrapos/ Porto Alegre/ RS : eficácia da implantação de interseção em desnível em comparação ao uso de semáforos na solução dos congestionamentos na região

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Cruzamento entre as avenidas dos Estados e Farrapos/ Porto Alegre/ RS : eficácia da implantação de interseção em desnível em comparação ao uso de semáforos na solução dos congestionamentos na região
Autor Osório, Lúcia da Silva
Orientador Senna, Luiz Afonso dos Santos
Data 2010
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Curso de Engenharia Civil.
Assunto Engenharia civil
Resumo Este trabalho analisa a eficácia da substituição da interseção atualmente semaforizada por uma solução em desnível no cruzamento entre as avenidas dos Estados e Farrapos, na cidade de Porto Alegre, RS, na redução dos congestionamentos de tráfego na área. Frente ao alto custo advindo da adoção de uma interseção desse tipo, deve-se ter conhecimento sobre qual a dimensão dos seus benefícios para assim se determinar a viabilidade do projeto. Para o presente caso em estudo, são considerados como benefícios a maior fluidez da demanda de tráfego na área afetada e a consequente diminuição de congestionamentos e tempo de espera em fila. A demanda de tráfego do cruzamento foi estimada a partir de contagens de veículos em campo. As contagens foram expandidas, através do uso de fatores de expansão, para o volume médio diário do ano de 2009 e, aplicando-se as taxas de crescimento da frota de veículos do RS, estimou-se a demanda de 2019, considerado ano de projeto da interseção. Conhecidos os volumes de tráfego, foi possível determinar os volumes horários de projeto, volumes utilizados para caracterizar a demanda de veículos. A fim de analisar o atendimento à demanda calculada, determinou-se a capacidade em cada tipo de interseção. A capacidade do cruzamento semaforizado foi determinada através do método de Webster, que calcula a capacidade em função do fluxo de saturação e do tempo de passagem dos veículos pela aproximação. O fluxo de saturação foi estimado com o uso de histogramas de tráfego. A capacidade da solução em desnível foi determinada de forma semelhante ao cálculo de capacidade de via. A comparação entre os valores obtidos de demanda e capacidade de tráfego mostrou que, apesar dos altos volumes de tráfego no cruzamento, a interseção semaforizada existente tem capacidade de atendimento a toda a demanda atual e uma solução em desnível entre as avenidas é exagerada. Entretanto, no ano de 2019, devido às altas taxas de ocupação, o uso de semáforos torna-se impraticável e a interseção em níveis diferentes passa a ser a solução adequada para a região.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/28573
Arquivos Descrição Formato
000769115.pdf (1.064Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.