Repositório Digital

A- A A+

Sistemas de classificação do carcinoma ductal in situ de mama : concordância diagnóstica do grau nuclear de black modificado entre patologistas e proposta de um questionário eletrônico disponível on line para o diagnóstico de graduação patológica

.

Sistemas de classificação do carcinoma ductal in situ de mama : concordância diagnóstica do grau nuclear de black modificado entre patologistas e proposta de um questionário eletrônico disponível on line para o diagnóstico de graduação patológica

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Sistemas de classificação do carcinoma ductal in situ de mama : concordância diagnóstica do grau nuclear de black modificado entre patologistas e proposta de um questionário eletrônico disponível on line para o diagnóstico de graduação patológica
Autor Schuh, Fernando
Orientador Edelweiss, Maria Isabel Albano
Data 2011
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Medicina: Ciências Médicas.
Assunto Carcinoma ductal de mama
Neoplasias da mama
Patologia
Patologia
Questionário
Resumo Vários sistemas de classificação de carcinoma ductal in situ de mama (CDIS) têm sido propostos. Decisões terapêuticas são adotadas baseadas na classificação do grau histológico do CDIS associada a outros fatores, como tamanho da lesão, estado das margens, idade da paciente, correlação mamográfica e outros marcadores biológicos de agressividade tumoral avaliados por técnicas moleculares. Poucos estudos avaliaram o grau de concordância de diferentes sistemas de classificação de CDIS. Este estudo tem como objetivo validar um questionário eletrônico associado a um sistema de pontos disponível na Internet (web-based survey), pela determinação de grau de concordância entre diagnósticos de CDIS de mama obtidos com e sem o auxílio deste web-based survey, através de imagens digitalizadas da microscopia segundo as classificações de Holland, Van Nuys e grau nuclear de Black modificado. Além disso, propôs-se determinar a concordância diagnóstica entre patologistas para os sistemas de graduação histológica de Holland e Black modificado dos mesmos casos de CDIS de mama através deste web-based survey. Foram selecionados 43 casos de CDIS de mama para análise inter e intraobservador. Treze patologistas receberam o mesmo conjunto de imagens digitalizadas da microscopia dos casos de CDIS, em formato JPEG, e responderam um questionário contendo os critérios para composição do grau histológico das classificações aqui estudadas. Para tal fim, foi criado um programa informatizado disponível em um website, que organiza as informações coletadas de cada um dos patologistas avaliadores, fornecendo a graduação histológica dos casos para os três sistemas de classificação de forma objetiva, através de um sistema de pontos. Três destes treze patologistas, após um intervalo mínimo de 6 meses, realizaram uma segunda leitura dos mesmos 43 casos, porém desta vez, sem o auxílio do questionário eletrônico e do sistema de pontos. Os resultados foram analisados utilizando a concordância percentual e teste de Kappa. A concordância entre o diagnóstico obtido pelos patologistas a partir do novo método (web-based survey) e aquele obtido sem o questionário eletrônico e sistema de pontos foi semelhante para todos os sistemas de classificação estudados, com valores de Kappa de 0,57 + 0,10, 0,67 + 0,09 e 0,67 + 0,09 para as classificações de Holland, de Van Nuys e para o grau nuclear de Black modificado, respectivamente. A concordância diagnóstica interobservador para o grau nuclear de Black modificado aplicado a casos de CDIS de mama foi considerada aceitável, com valor de Kappa de 0,23 + 0,02. Realizando a comparação entre as classificações estudadas, houve concordância semelhante para a de Holland, mostrando essa última, um valor de Kappa de 0,27 + 0,03. Analisando os subgrupos de patologistas, foi encontrada uma maior reprodutibilidade no grupo de especialistas em patologia mamária em relação aos patologistas residentes, sendo que no caso da classificação de Black modificado, esta diferença foi estatisticamente significativa (κ = 0,43 ± 0,07 vs κ = 0,11 ± 0,05; p = 0,0018). De forma semelhante, a acurácia acompanhou os resultados das concordâncias interobservador, sendo considerada aceitável. O índice de Kappa, quando comparado o diagnóstico do padrão-ouro com a moda do diagnóstico dos patologistas participantes, foi de 0,32 + 0,10 para ambas classificações. Quando avaliada nos subgrupos por interesse em patologia mamária variou de 0,19 + 0,08 a 0,34 + 0,11 para classificação de Black modificado; 0,19 + 0,08 a 0,33 + 0,11 para a classificação de Holland. Conclusões: A reprodutibilidade do diagnóstico obtido através de um programa de pontos disponível na internet (web-based survey) para os sistemas de classificação de CDIS, utilizando imagens digitais, quando comparada ao diagnóstico obtido das mesmas imagens digitais sem o auxílio do novo método, foi regular para as classificações de Holland e boa para as classificações de Van Nuys e para o grau nuclear de Black modificado. Comparando os sistemas de classificação estudados, obteve-se reprodutibilidade e acurácia diagnóstica semelhante para o grau histológico de lesões de CDIS de mama, tanto para a classificação de Holland quanto para o grau nuclear de Black modificado. Tais resultados indicam que a utilização deste sistema de pontos, neste webbased survey para graduar lesões de CDIS, objetivamente, é uma ferramena promissora, útil e confiável.
Abstract Several relevant classification systems have been proposed to the ductal carcinoma in situ (DCIS) with the purpose of offering information concerning the risk of recurrence and progression to invasive carcinoma. Therapeutic decisions are made based on the histological classification, associated with other factors such as histopathological grading, size of lesion, state of margins, age of patient, mammographic correlation, and other biological markers of tumor aggressiveness assessed by molecular techniques. Few studies have examined the degree of agreement in DCIS classifications. This study intends to validate an electronic questionnaire associated with a scoring point system available on the Internet (web-based survey), aiming to assess the ability of the created web-based survey reproduce the diagnosis of the pathologists in their routine work for the classifications of Holland and Van Nuys and the Black modified nuclear grade system. This study also was performed to assess reproducibility comparing interobserver results, and to determine the accuracy of the histological grade of modified Black nuclear grading system and classification of Holland for DCIS lesions, utilizing the same web-based program. 43 cases of DCIS lesions were selected to provide inter and intraobserver analysis. Thirteen pathologists received the same set of digitized images (JPEG format) from microscopy of the DCIS cases, and answered a questionnaire containing the criteria to compose the studied classifications. For these proposals a web-based survey was created. It organizes the information collected from each pathologist participant providing itself the histological grading of the cases in the classification systems studied. After at least 6 months, three pathologists specialized in breast pathology from the thirteen pathologists read again the same set of digitized images, but without the help of the questionnaire, indicating subjectively the diagnosis, using the grading system of their daily practice. The results were analyzed by concordance rate and Kappa statistical method. Overall, diagnostic reproducibility of this web-based survey compared the subjective reading of the digital images was similar for all systems of histological grading classification, with Kappa values of 0.57 + 0.10, 0.67 + 0.09 and 0.67 + 0.09 for Holland, Van Nuys classification and modified Black nuclear grade system respectively, what makes this method useful for surgical pathologist in daily routines. The reliability for the modified Black nuclear grade applied to cases of DCIS was acceptable, with kappa value of 0.23 ± 0.02. Comparing the two classifications studied, there was a similar agreement among both schemes, showing Kappa index of 0.27 ± 0.03 for the Holland classification. Analyzing the subgroups of pathologists rated by their interest in breast pathology, a higher diagnostic reproducibility was found for the group of breast pathology experts in relation to the pathology residents, and in the case of the modified Black nuclear grading system, it was statistically significant (κ = 0.43 ± 0.07 vs κ = 0.11 ± 0.05; p = 0.002). The agreement among all pathologists and the gold standard pathologist similarly followed the results of the interobserver concordance, showing to be acceptable, with Kappa for de overall mode value 0.32 + 0.10 for both classifications. The findings of Kappa index when comparing the gold standard diagnoses and the mode of diagnoses for specialists in breast pathology and pathology residents were, respectively, 0.34 + 0.11 (acceptable) and 0.19 + 0.08 (weak) for the modified Black nuclear grade and 0.33 + 0.11 (acceptable) and 0.19 + 0.08 (weak) for Holland classification. Breast pathology specialists showed greater reproducibility for both classifications evaluated than the pathologists not devoted to breast pathology. Conclusions: The intraobserver diagnostic reproducibility of DCIS with the use of digital images in a webbased survey comparing subjective analysis with the use of a point scoring system is moderate to good for Holland, Van Nuys and modified Black nuclear grade system. The interobserver reproducibility and the diagnostic accuracy were similar for the modified Black nuclear grading system and for the Holland classification system. These findings indicate that the use of this point scoring system in this web-based survey to objectively grade DCIS lesions is a promising, useful and a reliable diagnostic tool.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/28700
Arquivos Descrição Formato
000772569.pdf (4.456Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.