Repositório Digital

A- A A+

Entretextualidade nas fronteiras do enunciável : um olhar sobre o processo discursivo de reformulação de livros

.

Entretextualidade nas fronteiras do enunciável : um olhar sobre o processo discursivo de reformulação de livros

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Entretextualidade nas fronteiras do enunciável : um olhar sobre o processo discursivo de reformulação de livros
Autor Silva, Adriana Pozzani de La Vielle e
Orientador Indursky, Freda
Data 2009
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Programa de Pós-Graduação em Letras.
Assunto Análise do discurso
Identidade autoral
Linguagem e línguas
Teoria da enunciação
Teorias do texto
Resumo Esta Dissertação examina o acontecimento enunciativo, a opacidade e a contradição inerentes ao processo discursivo de reformulação de livros, focalizando as relações textuais estabelecidas tanto pela circulação de novos saberes como pelo jogo entre repetição e diferença, memória e esquecimento. Toma-se como pressuposto que a “origem” de tal processo reside nas exigências sociais imputadas a um sujeito que, ao exercer a função enunciativa de autor, responde pela “unidade de sentido” que se apresenta, a ele e à sociedade, enquanto “seu” livro. Considera-se essencialmente que a produção da edição revista não pode ser dissociada das condições sócio-históricas nas quais se constitui, uma vez que não resulta da vontade exclusiva (tal como um capricho) do sujeito. Pelo contrário: essa produção resulta de um processo que implica uma rede sócio-histórica das práticas discursivas a corroborar a reconfiguração do saber, meio pelo qual a reformulação fomenta a continuidade de uma dada ciência. A ausência de trabalhos sobre esse tema (qual seja: a especificidade da reformulação de livros) em Análise do Discurso conduz a dialogar com os mais variados pontos de vista teóricos, a fim de buscar subsídios para a construção de um meio próprio de abordagem de nosso objeto de reflexão. Diante de todo o exposto acima, a presente Dissertação encontra-se dividida em três partes que se interpenetram: na primeira parte, apresentam-se o objeto de investigação, o ponto de vista para abordá-lo e algumas noções teóricas pressupostas pela reflexão propriamente dita. Na segunda parte, buscam-se subsídios em diferentes campos de saber e constrói-se um dispositivo teórico-analítico que desemboca tanto na apresentação de nosso meio de abordagem, quanto em algumas considerações sobre a constituição do corpus. Finalmente, na terceira parte, analisa-se em profundidade o processo discursivo que nos mobiliza e encaminha-se à conclusão desta Pesquisa. No cerne da discussão, coloca-se em questão a identidade da edição revista.
Résumé Cette Dissertation examine l’événement énonciatif, l’opacité et la contradiction inhérents au processus discursif de reformulation de livres, en mettant au point les rapports textuels qui sont établis tant par la circulation de nouveaux savoirs que par le jeu parmi répétition et différence, et mémoire et oubli. On prend comme un présupposé que « l’origine » de tel processus réside dans les exigences sociales imputées à un sujet que, en exerçant la fonction énonciative d’auteur, répond par « l’unité de sens » qui se présente, à lui et à la societé, en tant que « son » livre. On considère essentiellement que la production de l’édition revue ne peut pas d’être dissociée des conditions sociales et historiques dans lesquelles elle se constitue, une fois qu’elle ne résulte pas de la volonté exclusive (comme s’il s’agissait d’un entêtement) du sujet. Au contraire : cette production résulte d’un processus qu’implique un réseau social et historique des pratiques discursives à corroborer la reconfiguration du savoir, ce moyen par lequel la reformulation fomente la continuité d’une science donnée. L’absence de travaux sur ce thème (la spécificité de la reformulation de livres) en Analyse du Discours nous a conduit à dialoguer avec les points de vue théoriques les plus variés à fin de chercher des subsides pour la construction d’un moyen propre d’approche de notre objet de réflexion. Devant tout l’exposé ci-dessus, cette Dissertation se trouve divisée dans trois parties qui s’interpénètrent : dans la première partie on présente l’objet d’investigation, le point de vue pour l’aborder et quelques notions théoriques présupposées par la réflexion proprement dite. Dans la séconde partie on cherche des subsides dans des différents champs du savoir et on construit un dispositif théorique-analytique qui débouche tant sur la présentation de notre moyen d’approche, que sur quelques considérations sur la constitution du corpus. Finalement, dans la troisième partie on analyse en profondité le processus discursif qui nous a mobilisé et qui conduit à la conclusion de cette Recherche. Dans le coeur de la discussion, on met en question l’identité de l’édition revue.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/28743
Arquivos Descrição Formato
000688027.pdf (650.6Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.