Repositório Digital

A- A A+

Com uma canção também se luta : o negro nas letras da canção brasileira nos anos 60 e 70

.

Com uma canção também se luta : o negro nas letras da canção brasileira nos anos 60 e 70

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Com uma canção também se luta : o negro nas letras da canção brasileira nos anos 60 e 70
Autor Campos, Ana Lúcia Lapolli
Orientador Bittencourt, Rita Lenira de Freitas
Data 2010
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Curso de Letras: Português e Literatura Portuguesa: Licenciatura.
Assunto Canção popular
Identidade
Música popular brasileira
Negro
[en] Black people
[en] Brazilian popular music
[en] Identity
Resumo Esta pesquisa trata da representação do negro nas letras de canções brasileiras, enfocando principalmente as décadas de 1960 e 1970. O objetivo principal é mostrar como as constantes identificadas na poesia negra, por Zilá Bernd, a saber: o eu enunciador, a (re)construção da epopeia, a nova ordem simbólica e a reversão de valores, também se aplicam às letras de canção, e como estas servem de instrumento na construção de uma identidade e cultura negras. Foi desenvolvido através de pesquisa do cancioneiro brasileiro, dialogando com a Teoria Literária e as Ciências Sociais. Conclui que essa mudança, em parte estética, em parte militante, de objeto a sujeito deu-nos uma nova visão do negro, auxiliando as leituras de quebra dos estereótipos.
Abstract The present study presents how black people were represented in the lyrics of Brazilian songs, focusing on the decades of the 1960 and 1970s. The main goal is to show how the constants identified in black poetry by Zilá Bernd, namely the self speaker, the (re)construction of the epic, the new symbolic order and the reversal of values, also apply to song lyrics and how it works as a tool in building a black identity and culture. It was developed by searching the Brazilian songbook, dialoguing with the Literary Theory and the Social Sciences and concluded that the change from object to subject has given us a new vision of black people, helping to break stereotypes.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/29167
Arquivos Descrição Formato
000776056.pdf (312.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.