Repositório Digital

A- A A+

Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional (SISVAN) no estado do Rio Grande do Sul : cobertura do sistema, concordância dos dados de classificação nutricional e estado nutricional de crianças

.

Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional (SISVAN) no estado do Rio Grande do Sul : cobertura do sistema, concordância dos dados de classificação nutricional e estado nutricional de crianças

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional (SISVAN) no estado do Rio Grande do Sul : cobertura do sistema, concordância dos dados de classificação nutricional e estado nutricional de crianças
Autor Damé, Patrícia Kluwe Viégas
Orientador Castro, Teresa Gontijo de
Data 2010
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Epidemiologia.
Assunto Avaliação nutricional
Criança
Epidemiologia nutricional
Estado nutricional
Rio Grande do Sul
Vigilância nutricional
[en] Anthropometry
[en] Nutritional and food surveillance system
[en] Nutritional evaluation
Resumo Introdução: A Vigilância Alimentar e Nutricional (VAN) foi proposta mundialmente em meados da década de 60 e foi consolidada na década de 70 através de três importantes eventos internacionais: a Conferência Mundial de Alimentos (1974), a Conferência de Alma-Ata (1978), e a proposta de uma Revolução pela Sobrevivência e Desenvolvimento da criança (1983). No Brasil, desde os anos 90, o Ministério da Saúde (MS) tem incentivado o monitoramento alimentar e nutricional da população atendida pela Atenção Primária à Saúde (APS), vinculado às rotinas dos serviços, através do Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional (SISVAN). Desde então, diversos projetos de implantação do SISVAN vem sendo desenvolvidos nos municípios brasileiros. No entanto, há poucos estudos avaliando as informações registradas no SISVAN, bem como sua cobertura no país. Objetivos: 1) Avaliar para 2006 a cobertura do Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional (SISVAN- Ministério da Saúde - MS) nas Coordenadorias Regionais de Saúde do Rio Grande do Sul (CRSs) e no Estado; 2) Avaliar a concordância entre as classificações nutricionais registradas pelos profissionais no sistema com aquelas geradas por este estudo e; 3) Caracterizar o estado nutricional de crianças de 0-10 anos acompanhadas pelo SISVAN no RS no referido ano. Métodos: Estudo transversal descritivo de base secundária em que se analisaram dados de 63.320 crianças de 0-10 anos acompanhadas pelo SISVAN em 2006 no RS. A cobertura do sistema foi avaliada pela comparação do total de crianças acompanhadas pelo sistema em 2006 com a estimativa da população de menores de 10 anos coberta pela Estratégia de Saúde da Família nos municípios gaúchos no mesmo ano (DATASUS, 2010). A classificação do estado nutricional informado pelo profissional em 2006 no sistema [que foi baseada no índice peso/idade, em percentis, com referência na curva de crescimento do NCHS (OMS, 1983)], foi recalculada neste estudo a partir das medidas de peso, idade e sexo constantes no banco de dados, a fim de avaliar concordância entre classificações. O estado nutricional foi avaliado segundo a referência da Organização Mundial da Saúde (WHO, 2006). Foram considerados déficits nutricionais quando os índices peso/idade (P/I), massa corporal para idade (IMC/I) e estatura para idade (E/I) tinham valores de escore z inferiores a -2, e excesso de peso valores de IMC/I com escore z maior ou igual a +2. Foram calculadas freqüências relativas e absolutas, médias e desvios-padrão das variáveis, utilizando-se os testes t de Student para amostras independentes, qui-quadrado de Pearson e o coeficiente Kappa ponderado para comparação de médias, proporções e concordância de classificações, respectivamente. Resultados: A cobertura do sistema no RS foi de 10,54% (oscilando de 2,2% a 21,0% entre CRSs). O valor do coeficiente kappa ponderado entre classificações nutricionais foi de 0,426 para o RS (oscilando de 0,135 a 0,661 entre CRSs). As freqüências dos desvios nutricionais foram: déficit E/I: 9,1% (menores de 5 anos) e 5,8% (5-10 anos); déficit P/I: 3,7% (menores de 5 anos) e 4,0% (5-10 anos); déficit IMC/I: 3,1% (menores de 5 anos) e 2,8% (5-10 anos); e excesso de peso: 9,4% (menores de 5 anos) e 7,9% (5-10 anos). Conclusões: Aponta-se o excesso de peso e o déficit estatural entre as crianças acompanhadas pelo SISVAN, mas requere-se cautela à extrapolação dos resultados, devido às baixas cobertura do sistema e concordância das classificações nutricionais registradas.
Abstract Introduction: The Nutritional and Food Surveillance System was proposed internationally in the mid 60‟s and was consolidated in the 1970‟s through three important international events: The World Food Conference (1974), the Alma-Ata Conference (1978) and the proposition for a Child Survival and Development Revolution (1983). In Brazil, since the 1990‟s, the Ministry of Health has encouraged the nutritional and food monitoring of the population treated by the Primary Healthcare Service, associated to service routines, through the Nutritional and Food Surveillance System (SISVAN). Since then several projects for implementing SISVAN have been developed in Brazilians cities. However, there are few studies assessing the information recorded in SISVAN, as well as its coverage across the country. Objectives: 1) To assess, in 2006, the coverage of Nutritional and Food Surveillance System (SISVAN-MH) in the Regional Health Coordination Offices (CRSs) of the Rio Grande do Sul (RS) and in the whole State; 2) To assess the agreement between nutritional classifications recorded by the professionals in the system and those provided by these study; 3) To characterize the nutritional status of children from age 0 to 10 followed by SISVAN in RS in these year. Methods: Descriptive cross-sectional study of secondary database analyzing data from 63,320 children aged 0-10 followed by SISVAN in 2006, in RS. The system coverage was assessed by comparing the total number of children followed by the system in 2006 with the estimate for the population of children below age 10 covered by the Strategy of Health´s Family in the RS cities at the same year (DATASUS, 2010). The nutritional status, stated by professionals in 2006 in the system [based on the weight/age index, in percentiles according to the reference from the NCHS(OMS, 1983)] was recalculated in this study using weight measurements, age and sex data from the database in order to evaluate the agreement between classifications. The nutritional status was evaluated according to the reference from the World Health Organization (WHO, 2006). The score z values smaller than -2 for the indexes weight-for-age (W/A), BMI-for-age(BMI/A) and height-for-age (H/A) were considered nutritional deficits. The score z values greater then +2 for the index BMI/A were considered overweight. Relative and absolute frequencies, means and standard deviations of variables were calculated, using Student‟s t test for independent samples, Pearson‟s chi square test and weighted kappa coefficient to compare means, ratios and classification agreement, respectively. Results: The system coverage in RS was 10.54% (ranging from 2,2% to 21,0% across CRSs). The value of the weighted kappa coefficient between nutritional classifications was 0.426 in RS (ranging from 0.135 to 0.661 across CRSs). The frequencies of nutritional deviations were: H/A deficit: 9.1% (children below age 5) and 5.8% (children aged 5 to 10 years old); W/A deficit: 3.7% (children below age 5) and 4.0% (children aged 5 to 10 years old); BMI/A deficit: 3.1% (children below age 5) and 2.8% (children aged 5 to 10 years old); and overweight: 9.4% (children below age 5) and 7.9% (children aged 5 to 10 years old); Conclusions: The results showed the overweight and the height deficit among children followed by SISVAN, but they should be interpreted with caution because of low coverage of SISVAN in RS and the poor quality of anthropometric data registered.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/30969
Arquivos Descrição Formato
000777639.pdf (1.377Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.