Repositório Digital

A- A A+

Comunicação aumentativa e alternativa para o desenvolvimento da oralidade de pessoas com autismo

.

Comunicação aumentativa e alternativa para o desenvolvimento da oralidade de pessoas com autismo

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Comunicação aumentativa e alternativa para o desenvolvimento da oralidade de pessoas com autismo
Autor Avila, Bárbara Gorziza
Orientador Passerino, Liliana Maria
Data 2011
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Cidade educadora
Comunicação
Desenvolvimento da linguagem
Políticas públicas
Software educacional
Tecnologia assistiva
[en] Assistive technology
[en] Autism
[en] Child
[en] Communication
[en] Educational software
[en] Language development
[en] Literacy
[en] SCALA
Resumo A pesquisa de mestrado relatada ao longo desta dissertação contemplou o desenvolvimento de um sistema de comunicação altenativa em alta tecnologia voltado para a comunicação de crianças com autismo não oralizadas. O processo de construção do Sistema de Comunicação Alternativa para o Letramento de pessoas com Autismo, SCALA, desdobrou-se em três etapas, abrangendo o seu desenvolvimento e avaliação do mesmo com potenciais usuários da ferramenta. Na primeira etapa deste trabalho, foram estabelecidos os resquisitos do sistema, a primeira modelagem do SCALA e suas propostas de interface. Concomitantemente, desenvolveu-se um estudo de caso com uma criança diagnosticada com autismo não oralizada. Nesta etapa, inseriu-se a CAA no cotidiano da criança, iniciando com recursos de baixa tecnologia, e finalmente passando para alta tecnologia, chegando ao uso do sistema SCALA em atividades pedagógicas voltadas para o desenvolvimento da comunicação. As estratégias de CAA desenvolvidas ao longo do estudo, pautadas no uso de recursos de comunicação alternativa e do sistema SCALA, permitiram identificar as potencialidades deste sistema no desenvolvimento da comunicação oral de uma criança com autismo. Na última etapa, verificou-se a usabilidade do sistema SCALA seguindo as heurísticas definidas por Nielsen e adaptadas por Rauber. Para a verificação da usabilidade, foi elencado um conjunto de dez tarefas a serem realizadas com o sistema. As tarefas foram analisadas a partir de dois métodos: inspeção e teste. O método de inspeção foi realizado pela própria autora, enquanto que os testes foram realizados com quatro educadoras especiais que atuavam em salas de recursos com crianças com déficits de oralidade e que utilizavam recursos de CAA.
Abstract This research contemplated the development of a high-technology-based alternative communication system, aimed for the communication on orality-impaired autistic children. The building process of “Sistema de Comunicação Alternativa para o Letramento de Pessoas com Autismo” (Alternative Communication System for People with Autism), SCALA, unfolded along three stages, running from its construction to the evaluation among potential users of the tool. In the work`s first stage the system requisites were established and also SCALA`s first model and interfaces proposals were made. Meanwhile, a case-study was conducted with an orality-impaired child with an autism diagnosis. In this stage, Augmentative and Alternative Communication (AAC) was introduced among the child`s activities, starting with low-technology resources, and finally reaching high-technology and the use of SCALA on communication development related pedagogical activities. AAC strategies, created along the study, based on alternative communication resources the SCALA system usage, allowed the identification of the system`s potentialities on developing oral communication on a children with autism. In the last stage, SCALA`s usability was accessed following heuristics defined by Nielsen and adapted by Rauber. To the usability verification, a set of ten tasks was devised. The tasks were analyzed with two methods: inspection and test. The inspection method was conducted by the author herself, while the tests were made with four special education professionals who had been working in Resource Rooms with children with orality deficits using AAC resources.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/32307
Arquivos Descrição Formato
000785427.pdf (1.676Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.