Repositório Digital

A- A A+

Depósitos de cobre e zinco de Pojuca Corpo Quatro, mineralização do tipo VMS na província Mineral de Carajás

.

Depósitos de cobre e zinco de Pojuca Corpo Quatro, mineralização do tipo VMS na província Mineral de Carajás

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Depósitos de cobre e zinco de Pojuca Corpo Quatro, mineralização do tipo VMS na província Mineral de Carajás
Autor Schwarz, Marcelo Ricardo
Orientador Frantz, Jose Carlos
Data 2010
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Geociências. Programa de Pós-Graduação em Geociências.
Assunto Geoquímica
Metalogenia
Resumo Este trabalho procura definir o modelo metalogenético do Depósito de Cu/Zn Pojuca Corpo Quatro, localizado na porção norte da Província Mineral de Carajás, utilizando para tanto dados geoquímicos, petrográficos e geométricos da seção vertical -300E. A história geológica e metalogenética do Depósito Pojuca Corpo Quatro é complexa. De idade Arqueana, o Depósito Pojuca Corpo Quatro está hospedado em rochas metavulcanossedimentares do Grupo Igarapé Pojuca, que são correlacionáveis às rochas do Grupo Grão Pará. Devido a sua idade e posicionamento geográfico dentro da Província Mineral de Carajás, o Depósito Pojuca Corpo Quatro sofreu inteferência dos mais diversos processos geológicos ocorridos na região, como deformações, metamorfismo e hidrotermalismo. Os minérios do depósito ocorrem de duas formas diferentes, uma mineralização stratabound (primária), seguindo o bandamento das rochas hospedeiras, e um minério em brechas, vênulas e disseminado (remobilizado ou secundário). Características destas tipologias de minério sugerem diferentes fases de mineralização, sendo a mineralização primária ou stratabound, cuja paragênese é constituida de calcopirita, pirrotita e esfalerita, considerada neste trabalho como sendo do tipo VMS, e a mineralização secundária ou remobilizada, de paragênse formada por pirrotita, calcopirita e molibdenita, descrita como sendo produto de eventos hidrotermais mais jovens, do tipo IOCG.
Abstract This paper seeks to define the metallogenic model of the Cu / Zn Deposit of Pojuca Corpo Quatro, located in the northern portion of the Carajas Mineral Province, using geochemical, petrographic and geometric data from vertical section -300E. The geological and metallogenic history of Pojuca Corpo Quatro Deposit is complex. Archean aged, Pojuca Corpo Quatro Deposit is hosted by Igarapé Pojuca Group metavolcanossedimentary rocks, which may correlate with Grand Para Group rocks. Due to it`s age and geographical location within the Carajás Mineral Province, Pojuca Corpo Quatro Deposit suffered inference from various geological processes in the area, as deformation, metamorphism and hydrothermal alteration. The ore occur in two different ways, a stratabound mineralization (primary), following the banding of the host rock and ore in a breccia, veinlets and disseminated (remobilized or secondary). Characteristics of these types of ore suggest different stages of mineralization, the primary or stratabound mineralization, which paragenesis is composed of chalcopyrite, pyrrhotite and sphalerite, is considered here as VMS type and remobilized or secondary ore, formed by pyrrhotite, chalcopyrite and molybdenite, is described as being the product of IOCG-type younger hydrothermal events.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/32661
Arquivos Descrição Formato
000783362.pdf (2.231Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.