Repositório Digital

A- A A+

Acesso lexical e produção de fala em bilíngues português-espanhol e espanhol-português

.

Acesso lexical e produção de fala em bilíngues português-espanhol e espanhol-português

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Acesso lexical e produção de fala em bilíngues português-espanhol e espanhol-português
Autor Preuss, Elena Ortiz
Orientador Finger, Ingrid
Data 2011
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Programa de Pós-Graduação em Letras.
Assunto Acesso lexical
Aquisição da linguagem
Bilingüismo
Ensino de línguas
Língua espanhola
Linguagem e línguas
Língua portuguesa
Lingüística aplicada
[en] Bilingualism
[en] Lexical access
[en] Portuguese
[en] Spanish
[en] Speech production
[es] Acceso léxico
[es] Bilingüismo
[es] Español
[es] Portugués
[es] Producción del habla
Resumo Nesta tese apresentamos uma pesquisa que teve como objetivo geral analisar os mecanismos de acesso lexical e produção de fala em um grupo de bilíngues português-espanhol e espanhol-português. Mais especificamente, foi observado o desempenho desses bilíngues em tarefas de nomear desenhos na L2, a fim de: (a) identificar efeitos de interferência (semântica, de identidade e de facilitação fonológica/ortográfica); (b) observar se o status cognato das palavras poderia interferir no processo de lexicalização; (c) averiguar a existência de interatividade entre as línguas; e (d) verificar se havia correlação entre as médias dos tempos de reação, de acurácia das respostas e o grau de similaridade entre as línguas. Para isso, foram desenvolvidas duas tarefas, dentro do paradigma de interferência desenho-palavra, nos quais houve manipulação da natureza das relações entre desenho-palavra e controle sobre os tipos de palavra envolvidos. Contamos com uma amostra de 23 bilíngues, os quais tiveram que nomear 90 desenhos que apareciam duas vezes nos testes (uma vez na condição relacionada e outra vez na condição não-relacionada). Para avaliar cada efeito de interferência (semântica, de identidade e de facilitação fonológica/ortográfica) foram usados 30 desenhos, os quais foram subdivididos em três grupos, com 10 desenhos cada, conforme o tipo de palavra (cognatas, não-cognatas e falso-cognatas). Dessa forma, nosso experimento passou a ter uma configuração ortogonal. Em geral, os resultados obtidos no experimento parecem evidenciar a especificidade do mecanismos de seleção, uma vez que as nomeações, conforme as expectativas iniciais, foram mais rápidas, na condição relacionada, nos efeitos de identidade interlinguística e de facilitação fonológica/ortográfica, e mais lentas, nessa mesma condição de relação, no efeito de interferência semântica. Assim, tais resultados parecem fortalecer a hipótese de que a seleção lexical é específica na língua de resposta. Outra evidência extremamente significativa se refere ao importante papel que o status cognato das palavras desempenha no processo de lexicalização, tendo sido constatada relevância estatística tanto isoladamente quanto em comparações e interações com os outros efeitos testados. Esses resultados mostram que, ao avaliar os tipos de efeitos de interferência, é preciso considerar os tipos de palavras envolvidos. Foram identificados, também, importantes indícios de que o princípio de interatividade é funcional entre as línguas, principalmente, porque no contexto que privilegiava a ativação sublexical (efeito de facilitação fonológica), as falso-cognatas apresentaram tempos de reação mais rápidos, e a explicação mais plausível para isso é a ocorrência de ativação bidirecional, vinda dos segmentos fonológicos ativados pela tradução na L1 (que não corresponde ao mesmo conceito na L2), a qual incrementou a ativação do nó lexical-alvo na L2. Outro indício relevante observado é de que a fórmula similaridade linguística=facilidade de aquisição da L2 parece ser inconsistente, em virtude de uma sobrecarga atencional provocada pela similaridade entre as línguas. Essa suposição se respalda nos resultados dos tempos de reação e de acurácia entre as cognatas, os quais não foram correspondentes, porque houve contextos em que a nomeação foi mais rápida, mas a acurácia foi menor. Essa diminuição de respostas corretas pode ser uma decorrência da sobrecarga atencional, provocada pela similaridade das palavras. Entretanto, são necessárias, ainda, mais investigações.
Resumen En esta tesis se presenta un estudio que tuvo como objetivo analizar los mecanismos de acceso léxico y la producción del habla en un grupo de bilingües portugués-español y español-portugués. Más concretamente, se observó su desempeño en tareas de nombrar dibujos en la L2 para: (a) identificar los efectos de interferencia (semántica, de identidad, y de facilitación fonológica/ortográfica), (b) verificar si el status cognado de las palabras podría afectar el proceso de lexicalización, (c) establecer la existencia de interactividad entre las lenguas, y (d) determinar si existía correlación entre el promedio de los tiempos de reacción, la exactitud de las respuestas y el grado de similitud entre las lenguas. Para ello, dos tareas se desarrollaron dentro del paradigma de interferencia de dibujo-palabra, en las que hubo manipulación de la naturaleza de las relaciones entre dibujo y palabra y control de los tipos de palabras involucrados. Participaron de la investigación 23 bilingües, quienes tuvieran que nombrar 90 dibujos que aparecían dos veces en los testes (una vez en la condición relacionada y otra en la condición no-relacionada). Para evaluar cada efecto de interferencia (semántica, de identidad y de facilitación fonológica/ortográfica) se utilizaron 30 dibujos, subdivididos en tres grupos, con 10 diseños cada uno, dependiendo del tipo de palabra (cognadas, no-cognadas y falsocognadas). Por lo tanto, nuestro experimento pasó a tener una configuración ortogonal. En general, los resultados obtenidos en el experimento parecen demostrar la especificidad de los mecanismos de selección, teniendo en cuenta que las nominaciones, de acuerdo con las expectativas iniciales, fueron más rápidas en la condición relacionada, en los efectos de identidad interlingüística y de facilitación fonológica/ortográfica, y más lentas, en la misma condición de relación, en el efecto de interferencia semántica. Luego, esos resultados parecen reforzar la hipótesis de que la selección léxica es específica en la lengua de respuesta. Otra evidencia muy significativa se relaciona con el importante papel que el status cognado de las palabras desempeña en el proceso de lexicalización, habiendo sido significativo estadísticamente ya sea de forma aislada o en comparaciones o interacciones con los otros efectos analizados. Esos resultados muestran que, al evaluar los tipos de efectos de interferencia, se debe considerar los tipos de palabras involucrados. Además, se identificaron importantes pistas de que el principio de interactividad es funcional entre las lenguas, principalmente, porque en el contexto que favorece la activación subléxica (facilitación fonológica), los falsos-cognados mostraron tiempos de reacción más rápidos, y la explicación más probable para eso es la ocurrencia de activación bidireccional, procedente de los segmentos fonológicos activados por la traducción L1 (que no se corresponde con el mismo concepto en L2), la cual aumentó la activación del nudo léxico-meta en la L2. Otra pista relevante que se observó es que la fórmula similitud lingüística=facilidad de adquisición de la L2 parece ser inconsistente, debido a una sobrecarga de atención causada por la similitud entre las lenguas. Esa suposición se apoya en los resultados del tiempo de reacción y de la exactitud de las respuestas en las cognadas, los cuales no fueron correspondientes, porque hubo contextos en los que el nombramiento fue más rápido, pero la precisión fue menor. Esa disminución de respuestas correctas, puede ser una consecuencia de la sobrecarga de la atención, causada por la similitud de las palabras. Sin embargo, todavía son necesarias más investigaciones.
Abstract This study aimed at analyzing the mechanisms of lexical access and speech production in a group of bilingual Portuguese-Spanish and Spanish-Portuguese speakers. More specifically, our goal was to observe the performance of these bilinguals in L2 picture naming tasks in order to: (a) identify the effects of interference (semantic, identity and phonological/orthographic facilitation), (b) investigate if the status of cognate words could affect the lexicalization process, (c) verify the existence of interaction between languages, and (d) determine whether there was a correlation between reaction time, accuracy and the degree of similarity between languages. Two tasks, in which the nature of the relationship between pictures and words and the types of words involved were controlled for, were developed within the picture-word interference paradigm. The sample was composed of 23 bilinguals, who were asked to name 90 pictures that appeared twice in the tests (once in the related condition and once in the unrelated condition). To assess each interference effect (semantics, identity and phonological/orthographic facilitation), 30 pictures, which were subdivided into three groups, with 10 pictures each, depending on the type of word (cognate, non-cognates and false cognates) were used. Thus, our experiment had an orthogonal configuration. Overall, the results show the specificity of selection mechanisms, since the nominations, as predicted, were faster in the related condition, in the effects of cross-linguistic identity and of phonological/orthographic facilitation; in addition, participants were slower in the same related condition, for semantic interference. These results seem to give support for the hypothesis that predicts that lexical selection is language specific. Another important result concerns the role played by the cognate status of words in the lexicalization process, since statistical significance was found either alone or in comparisons and interactions with other effects. These results show that, when assessing the types of interference effects, one must consider the types of words involved. In addition, important indications that the principle of interactivity is functional among languages were found, since false cognates showed faster reaction times in the context that favored sublexical activation (phonological facilitation effect). We argue that this effect is due to the occurrence of bidirectional activation, which comes from the phonological segments activated by the L1 translation (that does not correspond to the same concept in L2), which in turn increased the activation of the target lexical node in the L2. Another relevant finding is related to the linguistic similarity = ease of acquisition of L2 formula, which appears to be inconsistent due to an attentional overload caused by the similarity between the languages. This assumption is supported by the reaction time and accuracy results that were found between the cognates, which were not correlated, since there were contexts in which naming scores were faster but accuracy was lower. This decrease of correct responses may be a result of attentional overload, caused by the similarity of words. However, further investigation is needed to assess these effects.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/33224
Arquivos Descrição Formato
000789292.pdf (3.812Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.