Repositório Digital

A- A A+

Práticas interdisciplinares nos processos de formação em serviços de saúde

.

Práticas interdisciplinares nos processos de formação em serviços de saúde

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Práticas interdisciplinares nos processos de formação em serviços de saúde
Outro título Interdisciplinary practices in healthcare training processes
Autor Trentin, Vera Regina Mendes
Orientador Fajardo, Ananyr Porto
Data 2010
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Curso de Especialização em Práticas Pedagógicas para a Educação em Serviços de Saúde.
Assunto Grupo Hospitalar Conceição.
Interdisciplinaridade
Saúde
[en] Healthcare training
[en] Interdisciplinarity
[en] Lifelong learning
Resumo Esta investigação foi realizada na Unidade de Saúde Divina Providência do Serviço de Saúde Comunitária do Grupo Hospitalar Conceição, Porto Alegre, que presta assistência e desenvolve ensino e pesquisa em saúde, constituindo espaço de formação para Programas de Residência Médica e Residência Integrada em Saúde. O estudo analisou as percepções de residentes e preceptores de diferentes núcleos profissionais da saúde sobre as práticas interdisciplinares com enfoque nos processos de formação em serviço. Consistiu em uma investigação exploratória de caráter descritivo, de natureza qualitativa. As informações produzidas pelos participantes em entrevistas semi-estruturadas foram submetidas à análise de conteúdo. Cinco categorias analíticas emergiram: metodologia do trabalho; espaços de formação; aspectos que favorecem as práticas interdisciplinares; dificuldades no exercício da interdisciplinaridade; e concepções de interdisciplinaridade. As informações foram analisadas com base em literatura de referência sobre interdisciplinaridade no campo da formação em saúde e documentos produzidos no GHC, tendo sido contextualizadas com o meio onde o estudo foi desenvolvido. Foi identificado como ponto em comum as práticas interdisciplinares presentes no processo de trabalho nas áreas de vigilância, destacando a metodologia como um dispositivo que agrega a totalidade da equipe para a construção coletiva fundamentada na troca de saberes. Os seminários de campo e as reuniões de equipe foram identificados como espaços de educação permanente destinados à formação e qualificação dos profissionais onde as práticas vividas passam a ser objeto de reflexão, contextualizadas nas concepções teóricas na perspectiva de produzir e agregar novos sentidos. Os pontos positivos indicados foram a constituição multidisciplinar da equipe, a construção histórica do trabalho e o compromisso político com o processo de construção e exercício do SUS; a formação em serviço como um desafio permanente e que retroalimenta o conhecimento do coletivo; a forma de organização do trabalho pautado na diversidade e complexidade dos problemas que emergem do perfil do território, demarcando a necessidade da problematização das demandas; e a construção de intervenções interdisciplinares e intersetoriais. Como dificuldades, foram destacados os pontos de resistência e contradição identificados nas profissões com formação tecnicista e fechada, fazendo uma conexão com a implicação e comprometimento do trabalho na perspectiva do campo. Também foram mencionadas as demandas e intercorrências nos processos de trabalho gerando tensionamentos na equipe. O estudo revela as concepções sobre interdisciplinaridade construída a partir do vivido nas práticas coletivas. É possível inferir com base nas contribuições dos participantes que as práticas interdisciplinares pressupõem um projeto em comum, a implicação dos profissionais, o reconhecimento dos limites disciplinares e da necessidade da construção no coletivo. A formação em serviço seria um movimento que transforma e tensiona as práticas na perspectiva de compor um corpo profissional implicado com o SUS.
Abstract This investigation was carried out in Unidade de Saúde Divina Providência of Serviço de Saúde Comunitária from Grupo Hospitalar Conceição (GHC), Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brazil, which provides healthcare assistance and healthcare education and research, constituting a training space for Residency and Integrated Health Residency Programs. The study analyzed the views of residents and preceptors of different healthcare professional centers on the interdisciplinary practices focusing on service training processes. It consisted of an analytical-descriptive exploratory investigation, of qualitative nature. The information given by the participants in semi-structured interviews was submitted to content analysis. Five analytical categories emerged from them: work methodology; training spaces; aspects favoring interdisciplinary practices; difficulties in practicing interdisciplinarity; and interdisciplinarity conceptions. The pieces of information were analyzed based on reference literature on interdisciplinarity in the field of healthcare training and on documents produced in GHC, contextualized with the environment in which the study was carried out. The interdisciplinary practices present in the working process of surveillance areas were identified as a common point, highlighting the methodology as a subject that aggregates the totality of the team for the collective construction based on exchanging knowledge. Field seminaries and team gatherings were identified as education spaces permanently destined to training and qualifying professionals, in which the experienced practices turn into objects of reflection, contextualized in the theoretical conceptions, intending to produce and aggregate new senses. The positive points indicated were the multidisciplinary constitution of the team, the historical construction of work and the political commitment with SUS construction and exercise; service training as a permanent challenge that enhance knowledge; the way of organizing work lined in the diversity and complexity of problems that emerge from the territorial profile, delimiting the necessity of demands problematization; and the construction of interdisciplinary and intersectoral interventions. The resistance and contradiction points identified in the professions with technical and closed training were highlighted as difficulties, connecting with work implication and commitment in the field perspective. The demands and intercurrent in work processes were also mentioned, creating tension in the team. The study reveals the conceptions on interdisciplinarity built up from the experience in collective practices. It is possible to infer, based on the participants’ contribution, that interdisciplinary practices presuppose a common project, the implication of professionals, the recognition of disciplinary boundaries and the need of constructing in collective. Service training would be a movement that changes and tensions practices in the perspective of composing a staff involved with SUS.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/33307
Arquivos Descrição Formato
000760626.pdf (227.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.