Repositório Digital

A- A A+

Uma análise dos vocoides altos em português brasileiro : relações entre silabificação e atribuição do acento

.

Uma análise dos vocoides altos em português brasileiro : relações entre silabificação e atribuição do acento

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Uma análise dos vocoides altos em português brasileiro : relações entre silabificação e atribuição do acento
Autor Simioni, Taíse
Orientador Collischonn, Gisela
Data 2011
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Programa de Pós-Graduação em Letras.
Assunto Acentuação
Fonética
Fonologia
Língua portuguesa
Sílaba
Teoria da otimidade
Vocoide
[en] High vocoid
[en] Optimality theory
[en] Stress assignment
[en] Syllabification
Resumo Neste trabalho, buscamos observar como os vocoides altos se comportam, no que diz respeito à silabificação e à atribuição do acento, em português brasileiro (PB). O termo “vocoide” é aqui empregado para designar um segmento subjacente que pode se realizar como vogal ou como glide. Nosso objetivo, então, é o de verificar em que contextos a realização se dará com uma ou com outro. Para a análise que tem como pressuposto teórico a Teoria de Otimidade (Prince e Smolensky (1993), McCarthy e Prince (1993b)), tomamos como ponto de partida as hipóteses de que o glide pós-vocálico localiza-se na coda silábica, enquanto o glide pré-vocálico forma núcleo complexo com a vogal seguinte. O principal argumento para a primeira hipótese é o fato de que o glide não coocorre com um (outro) segmento em coda. Fundamentando a segunda hipótese, há o fato de que o glide pré-vocálico possui um papel a desempenhar na atribuição do acento, uma vez que não existem palavras em PB nas quais o acento “pula” uma sílaba constituída por ditongo crescente na penúltima posição (*ídioma). Em uma análise não derivacional, não é possível interpretar tal ausência como consequência do fato de que, em uma etapa anterior de silabificação, o vocoide alto ocupa a posição de núcleo, o que significa que o acento não pode incidir em uma sílaba à sua esquerda, pois estaria sendo violada a restrição da “janela de três sílabas”. Propomos, então, um ranqueamento que dá conta das diferentes estruturas silábicas de vogal mais glide pós-vocálico e de glide pré-vocálico mais vogal. No que diz respeito à atribuição do acento, foi possível observar que, de maneira geral, o vocoide alto só receberá acento se for acentuado no input. Se o acento não estiver presente no input ou se outro segmento receber acento no input, haverá uma preferência pela realização do vocoide alto como glide, uma vez que tal realização permite a satisfação simultânea das restrições relativas à silabificação e à atribuição do acento.
Abstract In this work, we aim to analyze the way high vocoids behave in relation to syllabification and stress assignment in Brazilian Portuguese (BP). The term “vocoid” is used here to express a subjacent segment that can surface as vowel or glide. Our objective is to verify in which contexts will surface one or the other. Based on Optimality Theory (Prince and Smolensky (1993), McCarthy and Prince (1993b)), we take as starting point the hypothesis that the postvocalic glide is placed in the syllabic coda whereas the prevocalic glide forms a complex nucleus with the following vowel. In relation to the first hypothesis, the main argument refers to the fact that the glide does not co-occur with another coda segment. Concerning the second hypothesis, our argument refers to the fact that the prevocalic glide has to play a role in the stress assignment, since there are not words in BP in which the stress “jumps” a syllable constituted by rising diphthong in the penultimate position (*ídioma). In a non-derivational analysis, it is not possible to interpret this absence as a consequence of an anterior stage of syllabification, where the high vocoid was placed in the nucleus position, and stress placement on a syllable on its left would mean a “three syllable window” violation. Therefore, we propose a ranking that deals with the different syllabic structures of vowel plus postvocalic glide and prevocalic glide plus vowel. In relation to stress assignment, in a general way, we observed that the high vocoid will be stressed only if it is stressed in the input. If the stress is not present in the input or if other segment is stressed in the input, there will be a preference for the realization of a high vocoid as glide, since this realization allows a simultaneous satisfaction of the constraints relating to syllabification and to stress assignment.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/33326
Arquivos Descrição Formato
000789301.pdf (734.5Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.