Repositório Digital

A- A A+

Consumo e utilização de nutrientes por ovinos em pastagem de azevém anual

.

Consumo e utilização de nutrientes por ovinos em pastagem de azevém anual

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Consumo e utilização de nutrientes por ovinos em pastagem de azevém anual
Outro título Intake and nutrient utilization in sheep fed with italian ryegrass
Autor Azevedo, Eduardo Bohrer de
Orientador Fischer, Vivian
Co-orientador Poli, Cesar Henrique Espirito Candal
Data 2011
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Agronomia. Programa de Pós-Graduação em Zootecnia.
Assunto Azevém
Nutricao animal
Ovino
Pastagem
Resumo Objetivou-se avaliar níveis de oferta de forragem para ovinos alimentados com azevém anual (Lolium multiflorum Lam.). Realizou-se ensaios com ovinos em gaiolas de metabolismo, recebendo níveis de oferta (1,5; 2; 2,5% do peso vivo de matéria seca e ad libitum) em três estádios fenológicos da planta (vegetativo, pré-florescimento e florescimento). Com os dados desses mesmos ensaios, gerou-se equações de estimativa de consumo e digestibilidade da matéria orgânica, por meio de marcadores fecais (nitrogênio e fibra em detergente ácido). Utilizando essas equações, estimou-se o consumo e digestibilidade com o objetivo de testar o efeito de níveis de oferta de azevém anual para ovinos, avaliando o desempenho, consumo e excreção de nitrogênio. Os tratamentos aplicados foram três intensidades de pastejo (alta, moderada e baixa), definidas por oferta de forragem que representassem 1,25, 2,5 ou 5,0 vezes o potencial de consumo, em método de pastoreio contínuo. Também fez-se medidas da pastagem (massa de forragem, altura, componentes morfológicos), ganho médio de peso e excreção de nitrogênio. Pelo ensaio em gaiolas de metabolismo pode-se verificar que o consumo de matéria seca aumenta com o aumento dos níveis de oferta de azevém, independente do estádio fenológico da planta. No entanto o consumo de nutrientes só aumenta quando o animal tem condições de selecionar componentes de maior qualidade. A digestibilidade e o aproveitamento dos nutrientes são afetados pelo consumo, sendo dependentes da oportunidade de seleção que é dada ao animal. Em função da qualidade do alimento que está consumindo, o animal modula sua cinética digestiva de modo a consumir mais energia e reter mais nitrogênio. Verificou-se também que o nitrogênio fecal tem ótimo potencial de uso para estimativa de consumo e digestibilidade por ovinos em pastagem de azevém anual. No ensaio de pastejo, comprovou-se que a estrutura e a composição morfológica da pastagem de azevém anual são afetadas de maneiras distintas por diferentes pressões de pastejo com ovinos. Essas modificações são variáveis em função do ciclo fenológico da pastagem. Tais modificações interferem no ganho de peso, onde ofertas acima de 3,10 vezes o potencial de consumo são recomendadas. O consumo e a digestibilidade são afetados de formas diferentes nos estádios de maturidade avaliados, em decorrência principalmente da participação de folhas na planta, sem afetar, no entanto, a excreção de nitrogênio.
Abstract Levels of forage supply for sheep fed with Italian Ryegrass (Lolium multiflorum Lam.) were studied. Trials were carried out in metabolic cages, offering levels (1.5, 2, 2.5% of live weight of dry matter and ad libitum) at three plant phenological stages (vegetative, pre-flowering and flowering). With the data of these trials, equations were generated to estimate intake and digestibility of organic matter by fecal markers (nitrogen and acid detergent fiber). Using these equations, the intake and digestibility were estimated to test the effect of allowance levels of Italian Ryegrass for sheep in pasture, evaluating weight, intake and nitrogen excretion. Three grazing intensities (high, moderate and low) as defined by herbage allowance were used to represent 1.25, 2.5 or 5 times the potential intake in continuous grazing. Pasture measurements (herbage mass, sward height, morphological composition) were carried out and live weight gain and nitrogen excretion measured. By testing in metabolism cages, it was verified that the dry matter intake increases with the increase of ryegrass intake, regardless of developmental stage of the plant. However nutrient intake only increases when the animal is able to select higher quality components. The digestibility and utilization of nutrients are affected by intake, are dependent on the chance of selection that is given to the animal. Depending on the quality of forage that is offered, the animal modulates its digestive kinetics in order to intake more energy and retain more nitrogen. It was also found that the fecal nitrogen has great potential use to estimate intake and digestibility by sheep grazing Italian Ryegrass. In the grazing trial, the structure and morphological composition of Italian Ryegrass are affected in different ways by different grazing intensities by sheep. These modifications vary depending on the phenological stage of the pasture. These changes interfere on weight gain, which offers up to 3.10 times the potential intake are recommended. Intake and digestibility are affected at different ways in maturity stages evaluated, mainly due to the participation of leaves, without affecting, however, the excretion of nitrogen.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/34698
Arquivos Descrição Formato
000792619.pdf (9.601Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.