Repositório Digital

A- A A+

Presença de fatores de risco cardiovascular e nível de conhecimento nutricional em adolescentes do ensino médio de escolas públicas estaduais de Porto Alegre/RS

.

Presença de fatores de risco cardiovascular e nível de conhecimento nutricional em adolescentes do ensino médio de escolas públicas estaduais de Porto Alegre/RS

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Presença de fatores de risco cardiovascular e nível de conhecimento nutricional em adolescentes do ensino médio de escolas públicas estaduais de Porto Alegre/RS
Autor Rocha, Priscyla Bones
Orientador Manfroi, Waldomiro Carlos
Data 2011
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde: Cardiologia e Ciências Cardiovasculares.
Assunto Adolescente
Doenças cardiovasculares
Fatores de risco
Nutrição
[en] Adolescent
[en] Cardiovascular risk
[en] Nutritional knowledge
Resumo INTRODUÇÃO: As doenças do aparelho circulatório são a principal causa de morte no Brasil, e a região Sul apresenta a maior proporção de óbitos por esta causa de morte. A adolescência é a fase em que o padrão de estilo de vida se encontra em estruturação, repercutindo no risco do desenvolvimento das doenças cardiovasculares na vida adulta. Dentre os fatores de risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares, o consumo alimentar é considerado um forte preditor de risco. O conhecimento sobre as recomendações dietéticas é considerado um preditor significativo da mudança do comportamento alimentar. OBJETIVOS: verificar a presença de fatores de risco cardiovascular e o nível de conhecimento nutricional em adolescentes do ensino médio de escolas públicas estaduais de Porto Alegre/RS, descrever as características sóciodemográficas dos participantes do estudo, identificar fatores condicionantes socioeconômicos e ambientais para o desenvolvimento das doenças cardiovasculares e avaliar a prevalência de pré-hipertensão e hipertensão. MÉTODOS: foram avaliados os seguintes fatores de risco cardiovascular: fumo, excesso de peso, adiposidade abdominal, pressão arterial, nível de atividade física e hábito alimentar. Para a avaliação do conhecimento nutricional, foi desenvolvido um questionário baseado no Guia Alimentar da População Brasileira, sendo o conhecimento classificado como alto ou baixo. RESULTADOS: Foram avaliados 763 alunos com idade média de 16,5 anos (±1,2), sendo a maioria solteiros (98%) e 56,5% do sexo feminino. Aproximadamente 70% referiram ser brancos. Mais da metade encontra-se na classe econômica B. As mães com escolaridade >8 anos representam 59% e entre os pais esse valor cai para 52,8%. Menos de 1% foram classificados como desnutridos e 26,7% como excesso de peso, sendo 17,8% sobrepeso e 8,9% obesidade. A adiposidade abdominal foi encontrada em 13,7% dos estudados. A prevalência de pré-hipertensão e hipertensão foi de 4,7% e 17,6%, sendo significativamente maior entre os meninos. O fumo foi referido por 8,5%. Cerca de 30% apresentaram baixo nível de atividade física, sendo os meninos significativamente mais ativos. Em torno de 16% apresentaram consumo alimentar elevado e 46% excessivo de alimentos considerados marcadores de risco cardiovascular. A regressão de Poisson revelou que a prevalência de hipertensão esteve fortemente associada ao sexo, ao excesso de peso e à idade. O questionário de conhecimento desenvolvido apresenta validade interna e verificou que mais de 80% dos adolescentes apresentaram alto nível de conhecimento. Níveis mais elevados de conhecimento foram verificados entre os que cursavam as séries finais do ensino médio e entre os que apresentavam menor consumo de alimentos considerados preditores potenciais das doenças coronarianas. O gosto do alimento foi considerado o determinante mais importante da escolha alimentar. CONCLUSÕES: A identificação precoce da exposição a fatores de risco cardiovascular na população jovem é fundamental para a elaboração de estratégias de prevenção. Modificações de estilo de vida que reduzam a exposição a fatores de risco, incentivem a prática de atividade física, promovam hábitos alimentares saudáveis e, consequentemente ocasione a redução de peso, são alternativas de alcançar a redução dos níveis pressóricos. Como o comportamento alimentar impacta diretamente na saúde, torna-se necessário o desenvolvimento de estratégias de intervenção nutricional efetivas visando a mudança de práticas alimentares inadequadas e que propiciem qualidade de vida em longo prazo para essa população.
Abstract BACKGROUND: The cardiovascular diseases are the leading cause of death in Brazil, and South has the highest proportion of deaths from this cause of death. Adolescence is the stage where the standard of lifestyle is being structured, reflecting the risk of developing cardiovascular disease in adulthood. Among the risk factors for developing cardiovascular disease, food consumption is considered a strong predictor of risk. The knowledge about dietary recommendations is considered a significant predictor of eating behavior. OBJECTIVES: To verify the presence of cardiovascular risk factors and the level of nutritional knowledge among high school students from state schools in Porto Alegre / RS, describe the sociodemographic characteristics of study participants to identify socioeconomic and environmental factors responsible for the development of diseases cardiovascular and assess the prevalence of prehypertension and hypertension. METHODS: We evaluated the following cardiovascular risk factors: smoking, overweight, abdominal obesity, blood pressure, physical activity level and eating habits. For the assessment of nutrition knowledge, a questionnaire was developed based on the Food Guide of the Brazilian population, and knowledge classified as high or low. RESULTS: A total of 763 students with an average age of 16.5 years (± 1.2), mostly unmarried (98%) and 56.5% female. Approximately 70% reported being white. More than half is in economy class B. The mothers with schooling> 8 years and 59% among parents this figure falls to 52.8%. Less than 1% were classified as malnourished and 26.7% as overweight, and 17.8% overweight and 8.9% obese. The abdominal fat was found in 13.7% of their subjects. The prevalence of prehypertension and hypertension was 4.7% and 17.6%, being significantly higher among boys. The smoke was reported by 8.5%. About 30% had low levels of physical activity, boys are significantly more active. Approximately 16% had high dietary intake and 46% of foods considered excessive cardiovascular risk markers. Poisson regression showed that prevalence of hypertension was strongly associated with sex, excess weight and age. The knowledge questionnaire developed internal validity and has found that more than 80% of adolescents had a high level of knowledge. Higher levels of knowledge were observed among those attending the final grades of high school and among those with lower consumption of foods considered potential predictors of coronary heart disease. The taste of food was considered the most important determinant of food choice. CONCLUSIONS: Early identification of exposure to cardiovascular risk factors in young people is fundamental to the development of prevention strategies. Lifestyle changes that reduce exposure to risk factors, encourage physical activity, promote healthy eating habits and consequently caused a reduction of weight, are alternatives to achieve the reduction of blood pressure. As the feeding behavior directly impacts on health, it becomes necessary to develop effective nutrition intervention strategies aimed at changing dietary practices that provide inadequate and quality of life in long-term for this population.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/35045
Arquivos Descrição Formato
000792712.pdf (4.900Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.