Repositório Digital

A- A A+

Consumo alimentar de Balloniscus sellowii (Brandt, 1833) (Crustacea: Isopoda: Oniscidea) e a relação com a concentração de flavonoides

.

Consumo alimentar de Balloniscus sellowii (Brandt, 1833) (Crustacea: Isopoda: Oniscidea) e a relação com a concentração de flavonoides

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Consumo alimentar de Balloniscus sellowii (Brandt, 1833) (Crustacea: Isopoda: Oniscidea) e a relação com a concentração de flavonoides
Autor Silva, Diego Costa Kenne da
Orientador Araujo, Paula Beatriz de
Co-orientador Soares, Geraldo Luiz Gonçalves
Data 2010
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Biociências. Curso de Ciências Biológicas: Ênfase Ambiental: Bacharelado.
Assunto Crustacea
[en] Catechin
[en] Food preference
[en] Isopod
[en] Quercetin
[en] Schinus terebinthifolius
Resumo Isópodes terrestres (Crustacea: Isopoda: Oniscidea) são detritívoros eficientes, tendo papel importante na ciclagem de nutrientes. Sua preferência alimentar relaciona-se com a senescência, conteúdo nutricional, colonização microbiana e a presença de compostos impalatáveis ou indigeríveis nas folhas. Compostos fenólicos presentes nas plantas atuam como defesa química, provocando diferentes efeitos sobre os herbívoros, como a inibição da digestão. Estudos prévios mostraram relação entre o conteúdo de flavonoides e o desempenho alimentar de Balloniscus sellowii, onde a taxa de consumo foi mais alta quando o conteúdo de flavonoides era mais baixo nas folhas. O objetivo do presente trabalho foi avaliar a influência da concentração de um flavonoide na performance alimentar do isópode, utilizando primeiramente um alimento alternativo, ágar, com quercetina isolada, diluída em quatro tratamentos (0,2; 0,4; 0,8 e 1,6 mg/mL) e mais um controle sem flavonoide. Os resultados encontrados foram divergentes aos do estudo anterior, com consumo maior quando as concentrações do flavonoide eram altas (taxas de 13,56 mgPS/gPF dia para [1,6] e 11 mgPS/gPF dia para [0,8]), instigando uma segunda metodologia, onde foram utilizados discos foliares de Schinus terebinthifolius embebidos em solução estoque de catequina, diluída em duas concentrações (10 e 20 mg/mL) e em água destilada para controle. Os dados obtidos mostram maior consumo nas unidades controle (40,43 mgPS/gPF dia), seguida da maior concentração do flavonoide (20 mg/mL), com taxa de consumo de 38,62 mgPS/gPF dia, enquanto que a taxa de 10 mg/mL (intermediária) ficou abaixo das demais (20,04 mgPS/gPF dia) sugerindo a necessidade de novos estudos mais detalhados para o entendimento da relação do uso de flavonoides como parâmetro alimentar de isópodes terrestres.
Abstract Terrestrial isopods (Crustacea: Isopoda: Oniscidea) are efficient scavengers, have an important role in nutrient cycling. Their food preference is related to senescence, nutritional content, microbial colonization and the presence of unpalatable or indigestible compounds in the leaves. Phenolic compounds present in plants act as chemical defense, causing different effects on herbivores such as the inhibition of digestion. Previous studies showed a relationship between the content of flavonoids and the food performance of Balloniscus sellowii, where the consumption rate was highest when the content of flavonoids was lower in the leaves. The aim of this study was to evaluate the influence of a flavonoid concentration in the isopod’s food performance, using at first an alternative food, agar, with isolated quercetin, diluted in four treatments (0.2, 0.4, 0.8 and 1.6 mg/mL) plus a control without flavonoid. The results were contrasted to the previous study, with greater flavonoid consumption when concentrations were high rates (13.56 mgDW/gPF day for [1.6] and 11 mgDW/gFW day for [0.8]), prompting a second approach, where was used Schinus terebinthifolius’ leaf discs soaked in catechin stock solution diluted in two concentrations (10 and 20 mg/mL) and distilled water for control. The data show a greater consumption in the control units (40.43 mgDW/gFW day), followed by higher concentration of flavonoid (20 mg/mL), consumption rate of 38.62 mgDW/gFW day, while the rate of 10 mg/mL (intermediate) was below the others (20.04 mgDW/gFW day), suggesting the need for further more detailed studies to understand the relationship between the use of food flavonoids as a parameter of terrestrial isopods.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/35295
Arquivos Descrição Formato
000781729.pdf (440.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.