Repositório Digital

A- A A+

Associação de células-tronco mesenquimais e fragmentos ósseos liofilizados : desenvolvimento de um método alternativo de cultivo

.

Associação de células-tronco mesenquimais e fragmentos ósseos liofilizados : desenvolvimento de um método alternativo de cultivo

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Associação de células-tronco mesenquimais e fragmentos ósseos liofilizados : desenvolvimento de um método alternativo de cultivo
Autor Gonçalves, Fabiany da Costa
Orientador Lima, Elizabeth Obino Cirne
Co-orientador Paz, Ana Helena da Rosa
Data 2010
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Biociências. Curso de Ciências Biológicas: Ênfase Molecular, Celular e Funcional: Bacharelado.
Assunto Células-tronco mesenquimais
Resumo A perda óssea tem levado ao desenvolvimento de estratégias de substituição do tecido ósseo doente por um enxerto capaz de se integrar ao tecido saudável. Estudos realizados demonstram a capacidade de células-tronco mesenquimais (MSCs) modularem a regeneração do tecido ósseo lesionado. Embora existam resultados experimentais relacionados ao efeito de MSCs em associação com enxertos ósseos, pouco foi publicado sobre métodos de co-cultivo. O presente trabalho propôs uma análise in vitro para avaliar a integração entre MSCs co-cultivadas e fragmentos de ossos liofilizados (FOLs) em dois diferentes métodos de cultivo: co-cultivo convencional e co-cultivo rotatório. Propomos o co-cultivo dinâmico de MSCs com enxertos ósseos como novo método de associação, a fim de estabelecer uma melhor interação entre células e FOLs. No experimento, as culturas permaneceram a 37°C por 24h em método convencional ou rotatório. Nos dias 1, 3 e 6 após os co-cultivos, a viabilidade celular foi avaliada pelo método de exclusão com Azul de Trypan. No dia 0, os FOLs foram removidos e processados para análise histológica. A técnica de crescimento celular no FOL em estufa rotatória possibilitou maior adesão e proliferação celular no biomaterial, quando comparada ao cultivo convencional. As células que não aderiram na superfície óssea organizaram-se em aglomerados celulares esférico. Dessa forma, foi desenvolvido um método alternativo de cultivo rotatório de MSCs com biomaterial, demonstrando que este sistema proporciona superior capacidade das células de se fixarem no enxerto e, provavelmente, aumenta a eficiência do uso de terapia celular associada com enxertos ósseos em cirurgias de reparação óssea em modelo animal.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/35308
Arquivos Descrição Formato
000793776.pdf (579.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.