Repositório Digital

A- A A+

Modernismo e regionalismo na crítica literária sul-rio-grandense

.

Modernismo e regionalismo na crítica literária sul-rio-grandense

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Modernismo e regionalismo na crítica literária sul-rio-grandense
Autor Vellinho, Camila Lima
Orientador Fischer, Luís Augusto
Data 2011
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Programa de Pós-Graduação em Letras.
Assunto Barcellos, Rubens de 1896-1951.
Crítica literária
Historiografia literária
Literatura brasileira
Literatura sul-rio-grandense
Modernismo
Regionalismo
Vellinho, Moysés 1901-1980.
[en] Literary criticism
[en] Modernism
[en] Moysés Vellinho
[en] Regionalism
Resumo O presente trabalho examina o conceito de “Modernismo” na literatura brasileira, bem como suas interações com o “Regionalismo” na produção crítica das décadas de 1920 a 1960. Contrastando a percepção do modernismo por críticos paulistas e gaúchos, além da análise crítica de Manuel Bandeira, acompanhamos o percurso de algumas vertentes que ajudaram a moldar a literatura brasileira como a concebemos hoje. Buscou-se analisar de que forma críticos gaúchos como João Pinto da Silva e Moysés Vellinho estavam enfrentando as transformações que ocorriam na literatura brasileira nas décadas de 1920 e de 1930, bem como a maneira como Vianna Moog e Moysés Vellinho elaboraram uma visão de conjunto da nossa literatura nas décadas de 1940 e de 1950, objetivando assim vislumbrar possíveis linhas interpretativas diversas das apresentadas pela historiografia literária tradicional.
Abstract The present work examines the concept of “Modernism” in the Brazilian literature, as well as its interactions with “Regionalism” in the critical production of the decades of 1920 to the 1960’s. By contrasting the perception of Modernism by critics from São Paulo and from Rio Grande do Sul, besides Manuel Bandeira’s critical analysis, we follow the path of some trends that helped to shape the Brazilian literature as we know it today. I tried to analyse how critics like João Pinto da Silva and Moysés Vellinho faced the transformations occurred in the Brazilian literature in the 1920’s and 30’s, as well as how Vianna Moog and Moysés Vellinho elaborated a view of the whole of our literature in the 1940’s and 50’s, thus aiming at glancing at possible interpretative lines diverse from the ones presented by the traditional literary historiography.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/36036
Arquivos Descrição Formato
000816639.pdf (786.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.