Repositório Digital

A- A A+

O regionalismo sul-rio-grandense de Athos Damasceno e sua polêmica com Vargas Netto (1932)

.

O regionalismo sul-rio-grandense de Athos Damasceno e sua polêmica com Vargas Netto (1932)

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O regionalismo sul-rio-grandense de Athos Damasceno e sua polêmica com Vargas Netto (1932)
Autor Silva, Gabriela Correa da
Orientador Rodrigues, Mara Cristina de Matos
Data 2011
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Curso de História: Licenciatura.
Assunto Identidade
Regionalismo
Sul-rio-grandense
[en] Identity
[en] Regionalism
[en] Sul-rio-grandense
Resumo Este trabalho analisa a polêmica travada entre Athos Damasceno Ferreira (1902-1975) e Vargas Netto (1903-1977) acerca da produção regionalista no Rio Grande do Sul. As fontes são os artigos veiculados nos jornais porto-alegrenses O Correio do Povo e A Federação, entre junho e julho de 1932. Pertencentes ao célebre “Grupo” que reunia a intelectualidade local em torno da Livraria do Globo e dos Bares e Cafés de Porto Alegre, os polemistas são definidos aqui como intelectuais preocupados com a representação do Rio Grande do Sul no recente contexto de industrialização e de mudanças no comando do poder central. Os posicionamentos na contenda são compreendidos à luz do processo de ressemantização do regionalismo em voga em todo o país desde o início do século XX. Levando isso em conta, as opiniões de Damasceno em relação à identidade regional recebem maior atenção, uma vez que parecem imersas nesse processo. O debate relaciona-se ao período de questionamento do futuro da representação do homem do pampa em tempos de progresso e da inserção do intelectual sul-rio-grandense no cenário cultural nacional. A fim de esquematizar o estudo, primeiramente é apresentado o contexto do estado das primeiras décadas do século XX. Em seguida, são expostos os argumentos dos autores. A polêmica é aqui entendida como uma modalidade de investimento em prol do “enquadramento”, conforme Pollack (1992), da memória coletiva do Rio Grande do Sul.
Abstract This research examines the controversy between Athos Damasceno Ferreira (1902- 1975) and Vargas Netto (1903-1977) about regionalist production in Rio Grande do Sul. The researh sources are articles published in Porto Alegre newspapers O Correio do Povo and A Federação, between June and July 1932. Belonging to the famous "Group" that gathered the local intelligentsia in places like the Livraria do Globo and the Cafes and Bars portoalegrenses, the debaters are defined here as intellectuals concerned with the representation of Rio Grande do Sul in the recent context of industrialization and of changes in the central power. The positions in the quarrel are understood considering the process of regionalism resignification in vogue throughout the country since the early 20th Century. Thus, Damaceno’s opinions receive more attention, since they appear immersed in this process. The debate is related to a period of controversy about the future of pampa’s men representation in times of progress and of the intellectual insertion by Rio Grande do Sul in the national cultural scene. The study starts presenting the Rio Grande do Sul context in the early decades of the twentieth century. Then, the author’s arguments are exposed. The controversy is here understood as a form of investment in favor of “framing”, accordant Pollack (1992), the collective memory of Rio Grande do Sul.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/36951
Arquivos Descrição Formato
000819255.pdf (355.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.