Repositório Digital

A- A A+

A teoria do subimperialismo em Ruy Mauro Marini : contradições do capitalismo dependente e a questão do padrão de reprodução do capital : a história de uma categoria

.

A teoria do subimperialismo em Ruy Mauro Marini : contradições do capitalismo dependente e a questão do padrão de reprodução do capital : a história de uma categoria

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A teoria do subimperialismo em Ruy Mauro Marini : contradições do capitalismo dependente e a questão do padrão de reprodução do capital : a história de uma categoria
Outro título The theory of subimperialism in Ruy Mauro Marini: the contradictions of dependent capitalism and the question of pattern of capital reproduction : the history of a concept
Outro título The theory of subimperialism in Ruy Mauro Marini : the contradictions of dependent capitalism and the question of pattern of capital reproduction : the history of a concept
Autor Luce, Mathias Seibel
Orientador Wasserman, Claudia
Data 2011
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em História.
Assunto América Latina
Capital (Economia)
História da América Latina
História política
Marini, Ruy Mauro
Marxismo
Processo de produção
Subimperialismo
Teoria da dependência
[en] Latin american marxism
[en] Marxist theory of dependence
[en] Pattern of capital reproduction
[en] Ruy Mauro Marini
[en] Subimperialism
Resumo Esta tese pretende discutir a existência dos fundamentos para uma teoria sobre o subimperialismo, na obra de Ruy Mauro Marini. Expoente da Teoria Marxista da Dependência e autor de importantes trabalhos do pensamento crítico latino-americano como Dialéctica de la Dependencia e Subdesarrollo y Revolución, Marini estabeleceu o conceito de subimperialismo para explicar o fenômeno emergido nos anos 1960-70, no contexto da nova divisão internacional do trabalho e da emergência de subcentros econômicos e políticos da acumulação mundial como o Brasil. Tais subcentros passavam a ocupar uma posição intermediária entre centro e periferia, apresentando, porém, peculiaridades que os diferiam da categoria da semiperiferia – embora façam parte de seu universo. Apresentando os resultados da pesquisa em que fizemos uma leitura imanente dos escritos de Marini, a tese sustenta que o subimperialismo tem sua origem nas leis próprias da economia dependente, cujos fundamentos são a superexploração do trabalho e a transferência de valor; e é um fenômeno que pode ser apreendido através da combinação de quatro variáveis: grau de monopolização e de operação do capital financeiro na economia dependente, a mobilização de um esquema particular de realização do capital (Estado, mercado externo e consumo suntuário), hegemonia em um subsistema regional de poder, lógica da cooperação antagônica com o imperialismo dominante; sobre essa base, se analisa a expansão subimperialista como modo de contra-restar as contradições do capitalismo dependente, restaurando a unidade entre produção e realização do valor. Enquanto essas quatro variáveis são discerníveis através da exegese do texto de Marini, o elo perdido para uma teoria global do subimperialismo é a noção de padrão de reprodução do capital, parcialmente desenvolvida por Marini em escritos da década de 1980 e, posteriormente, aprofundada por autores como Jaime Osorio. Nesses termos, define-se o subimperialismo como uma forma que o padrão de reprodução do capital pode assumir em subcentros do capitalismo dependente. A partir do estudo da experiência brasileira, com base na obra de Marini, a tese pretende lançar luzes para uma teoria global do subimperialismo, ainda em elaboração, e que poderá servir de parâmetro seja para a crítica atual do capitalismo latino-americano, seja para a de outras formações econômico-sociais como no continente africano, contextos onde o termo subimperialismo vem sendo empregado, mas ainda carece de maior desenvolvimento.
Abstract This thesis aims at discussing the existence of the premises for a theory of subimperialism throughout Ruy Mauro Marini´s works. Main representative of the Marxist Dependency Theory and author of key works of the critical thought in Latin America such as Dialéctica de la Dependencia and Subdesarrollo y Revolución, Marini coined the concept of subimperialism to explain the phenomenon emerged in the 1960s-70s, in the context of the new international division of labor and the rise of economic and political subcenters of accumulation worldwide, like Brazil. Those subcenters reached an intermediary position between periphery and the core countries, but presented peculiarities that differed from those of semiperipherical ones – despite the fact that they belong to a shared universe. Gathering the results of the research in which we accomplished an imannnent reading of Marini’s works, this thesis contends that subimperialism has its origins in the laws of dependent economies, whose main elements are the overexploitation of labor force and surplus value transfers. In addition, it is a phenomenon that can be captured by combining four different analytical variables: the degree of monopoly and the operation of financial capital within a dependent economy; the mobilization of a particular scheme for realization of capital (State, international market and elite consumption); the hegemony on a regional subsystem; the logic of antagonistic cooperation with dominant imperialism. Taking these conditions into account, subimperialist expansion is depicted as a means of countervailing the dependent capitalism contradictions, restoring the unit between the production of value and its realization. Whereas these four variables are identifiable throughout an exegesis of Marini’s work itself, the lost chain for a global theory of subimperialism is the notion of pattern of capital reproduction, partially developed in Marini´s 1980s writings and later deepened by authors like Jaime Osorio. Thus, subimperialism is defined as a form that the pattern of capital reproduction may assume in subcenters of dependent capitalism. Stemming from the study of the Brazilian historical experience, based on Marini´s analysis, the thesis expects to contribute to generate a new path towards a global theory of subimperialism still under construction and that might serve as a basis for critical studies on contemporary Latin American capitalism, as well as to other concrete social-economic formations such as the African continent, both places where the subimperialism has been used as analytical framework, but still needs further development.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/36974
Arquivos Descrição Formato
000817628.pdf (1.535Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.