Repositório Digital

A- A A+

Fatores associados à prematuridade e baixo peso ao nascer em Bento Gonçalves

.

Fatores associados à prematuridade e baixo peso ao nascer em Bento Gonçalves

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Fatores associados à prematuridade e baixo peso ao nascer em Bento Gonçalves
Autor Sberse, Loremari
Orientador Vigo, Álvaro
Data 2011
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Epidemiologia.
Assunto Atenção primária à saúde
Avaliação em saúde
Nascimento prematuro
Recém-nascido de baixo peso
[en] Access
[en] Evaluation
[en] Health care quality
[en] Infant
[en] Low birth weight
[en] Premature birth
[en] Primary health care
Resumo OBJETIVOS: Investigar a incidência de prematuridade e de baixo peso ao nascer no município de Bento Gonçalves, Rio Grande do Sul, e identificar fatores associados, sensíveis à Atenção Primária à Saúde MÉTODOS: Amostra consecutiva de 540 puérperas que realizaram pré-natal em Bento Gonçalves, RS, entre agosto de 2009 e fevereiro de 2010. Visitou-se diariamente as puérperas no hospital ou no domicílio para a coleta de dados. Os preditores investigados contemplam variáveis sócio-demográficas e gestacionais. Associações com os desfechos foram estimadas utilizando o modelo de Regressão de Poisson Robusta. RESULTADOS: A incidência de baixo peso ao nascer foi de 11,2% e de prematuridade foi 14,3%. No modelo multivariável para o baixo peso permaneceram associadas as variáveis maternas: idade menor que 17 anos (RR=3,2; IC95%:1,51- 6,75), ter nascimento prévio de baixo peso (RR=4,1; IC95%:1,96-8,48), ter fumado na gestação (RR=2,1; IC95%:1,16-3,77) e ter hipertensão (RR=4,3; IC95%:1,94- 9,47). Como fator de risco de prematuridade permaneceram associadas significativamente após análise multivariada: idade menor de 17 anos (RR=2,7; IC95%:1,12-6,40), ter nascimento prévio de baixo peso (RR=2,8; IC95%:1,52-5,25), pré-natal na rede conveniada/particular (RR=2,2; IC95%:1,35-3,44), pré-eclâmpsia na gestação (RR=3,6; IC95%: 1,76-7,37). CONCLUSÕES: A incidência de prematuridade e de baixo peso ao nascimento aumentou, corroborando com a literatura nacional. Fortalecer os princípios da Atenção Primária em Saúde coloca-se relevante neste contexto, focando-se a atenção na gestante adolescente, medidas antitabaco e monitoramento das doenças hipertensivas, seria possível interferir nas taxas de prematuros e de baixo peso e, por conseguinte, alcançar a redução da mortalidade infantil. Porém, também se faz relevante discutir o papel da saúde suplementar e suas altas taxas de cesarianas.
Abstract OBJECTIVE: To investigate the incidence of prematurity and low birth weight in the municipality of Bento Gonçalves, Rio Grande do Sul, and to identify the associated factors that may be sensitive to Primary Health Care. METHODS: Consecutive sample of 540 postpartum women who received prenatal care in Bento Gonçalves, RS, between August 2009 and February 2010. Every day the mothers were visited in the hospital or at home for data collection. The predictors included socio-demographic and pregnancy variables. Associations with outcomes were estimated using robust Poisson regression model. RESULTS: The incidence of low birthweight was 11.2% and of prematurity was 14.3%. The variables associated with low birth weight were being younger than 17 years (RR=3.2; CI95%:1.51-6.75), history of previous low birth weight (RR=4.1; CI95%:1.96-8.48), smoking during pregnancy (RR=2.1; CI95%:1.16-3.77) and having hypertension (RR=4.3; CI95%:1.94-9.47). The variables associated with preterm birth in the multivariable model were being younger than 17 years (RR=2.7; CI95%:1.12- 6.40), history of previous low birth weight (RR=2.8; CI95%:1.52-5.25), prenatal care through the private system (RR=2.2; CI95%:1.35-3.44) and pre-eclampsia during pregnancy (RR=3.6; CI95%:1.76-7.37). CONCLUSIONS: The incidence of prematurity and low birth weight increased, according to national literature. Strengthening the principles of Primary Health Care may be relevant in this context, focusing on teen pregnancy. Tobacco control and monitoring of hypertensive diseases may reduce preterm and low birth weight incidences and therefore achieve the a reduction in infant mortality. However, it is also relevant to discuss the role of supplementary health on the high rates of cesarean.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/37031
Arquivos Descrição Formato
000818997.pdf (1.872Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.