Repositório Digital

A- A A+

Biossegurança na pesquisa clínica : exposição a material biológico no ambiente de pesquisa

.

Biossegurança na pesquisa clínica : exposição a material biológico no ambiente de pesquisa

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Biossegurança na pesquisa clínica : exposição a material biológico no ambiente de pesquisa
Autor Trindade, Damásio Macedo
Orientador Goldim, José Roberto
Data 2007
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Ciências em Gastroenterologia.
Assunto Exposição a agentes biológicos
Pesquisa biomédica
Vazamento de risco biológico
Resumo A biossegurança em seu contexto junto à pesquisa clínica tem um aspecto extremamente relevante no atual estágio de desenvolvimento da pesquisa clínica em nosso país. A manutenção de condições seguras nas atividades de pesquisa biológica é o grande objetivo deste estudo, de modo a identificar fatores de risco aos pesquisadores, ao ambiente da pesquisa e ao meio ambiente. Analisamos 512 projetos de pesquisas aprovados no ano de 2005 no Grupo de Pesquisa e Pós-Graduação do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, destes selecionamos para estudo 217 (42,4%) projetos, que na sua execução apresentavam contato com material biológico no desenvolvimento de seu estudo. Os projetos foram analisados no seu conjunto de informações e coletados os itens objetivos de biossegurança tais como: o tipo de estudo, a descrição do material biológico em uso na pesquisa, orientações na manipulação do agente, orientações no armazenamento e proteção dos agentes da pesquisa, descarte e condutas no caso de exposição acidental durante as atividades de pesquisa. A análise dos projetos de pesquisa com exposição com material biológico identificou que 52% são desenvolvidos com seres humanos, 17% são projetos com patrocínio privado, 13% com material biológico diretamente e 10% são estudos desenvolvidos com animais. Quando integramos os projetos de patrocínio privado e em animais observamos que o contato diretamente com material biológico passa para cerca de 33% dos estudos realizados. Os dados encontrados mostram que o pesquisador informa adequadamente sobre o agente de uso (95%), porém não orienta os cuidados no contato com o material biológico (3%), não estabelece proteção individual aos pesquisadores (2%), e não informa as medidas a serem tomadas em caso de acidente com material biológico(0%). Com relação ao agente em uso, os projetos tem uma boa informação no que se refere ao armazenamento do agente em uso (73%), porém não orienta na manipulação adequada (26%), assim como não esclarece o potencial de risco (1%) dos agentes em uso. Com relação ao meio ambiente, os projetos muito pouco orientam sobre o descarte do material biológico (6%), e menos ainda sobre as medidas de controle no ambiente de trabalho (4%). Verifica-se que na utilização de scores de avaliação os projetos de pesquisa tem baixa especificidade em biossegurança (92%), e apenas 8% tem média especificidade em biossegurança. Conclui-se que os projetos de pesquisa não apresentam orientações adequadas e nem reconhecem a importância da biossegurança na interface dos projetos de pesquisa, este estudo pretende oferecer uma contribuição ao Grupo de Pesquisa e Pós-Graduação na sistematização de critérios de avaliação de projetos de pesquisa em biossegurança, como condição para o desenvolvimento de estudos que envolvam exposição à material biológico, além de propor a realização de capacitação para os atores de grupos de pesquisa como espaço de conhecimento e educação continuada.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/37294
Arquivos Descrição Formato
000820652.pdf (1.025Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.