Repositório Digital

A- A A+

Alunos e professores fazendo geografia : a rede ressignificando informações

.

Alunos e professores fazendo geografia : a rede ressignificando informações

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Alunos e professores fazendo geografia : a rede ressignificando informações
Autor Goulart, Ligia Beatriz
Orientador Rego, Nelson
Data 2011
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Geociências. Programa de Pós-Graduação em Geografia.
Assunto Ensino de geografia
Pedagogia de projetos
[en] Geography
[en] Project pedagogy
[en] To learn
[en] To teach
Resumo A tese analisa como a Pedagogia de Projetos interfere na aprendizagem dos alunos e da professora e nas práticas pedagógicas de Geografia. Nesse trabalho, utilizo a metáfora da organização de um projeto para construir a pesquisa. Inicio construindo a mobilização em um capítulo em que explico o sentido de escolher o portfólio como instrumento para coleta de dados e encaminho a discussão dos referenciais teóricos a partir dos quais fundamentei o estudo − as ideias de Hernandez, Levy, Maturana, Villas Boas, Callai e Cavalcanti. Em seguida, examino a prática do trabalho com Pedagogia de Projetos e as desestabilizações que esse trabalho produziu em minhas certezas, destacando a leitura e escrita como inibidores do ensinar Geografia, as fragilidades pedagógicas camufladas pela indisciplina e os questionamentos sobre ensinar ou aprender a Geografia. Ainda nesse capítulo, destaco a Pedagogia de Projetos e suas articulações com a Geografia, bem como as aprendizagens produzidas no movimento das interações com os portfólios dos alunos e os bilhetes da professora. No capítulo final, estabeleço uma conversa com os pensamentos que me produziram, para examinar os deslocamentos pedagógicos gerados pelos projetos de pesquisa, às vezes impulsionando, outras vezes inibindo as ações do professor. O caminho dessa investigação não se constituiu de forma linear. Como na lógica dos projetos de pesquisa, foram construídas redes, exibidas no emaranhado de idas e vindas que articularam os achados coletados nos diferentes instrumentos: portfólios dos alunos e da professora pesquisadora, cadernos informais de registro de conversas com colegas e outros professores, relatórios de pesquisa dos alunos e os planejamentos, tanto da proposta, quanto das aulas. A execução da Pedagogia de Projetos gerou deslocamentos em dois sentidos: aqueles que pontuaram sua validade e alcance em relação à contemporaneidade e os que criaram desestabilizações à efetivação da proposta, imobilizando algumas ações. Esses deslocamentos produziram três eixos que merecem ser destacados como aprendizagens emanadas da pesquisa: a formação, o ensinar e aprender Geografia e as práticas contemporâneas. Os escritos no portfólio produziram um processo reflexivo importante para reorganizar as ações pedagógicas, compreender as atitudes dos alunos, repensar minhas certezas em relação à Pedagogia de Projetos e estabelecer estratégias de atuação na escola, definindo avanços e recuos.
Abstract This thesis analyzes the way that Project Pedagogy interferes in both students‟ and a teacher‟s learning as well as in the pedagogical practices in Geography. In this work, I used the metaphor of the organization of a project to construct the research. I started constructing mobilization, in a chapter that explains the meaning of choosing the portfolio as an instrument for data collection, and discusses the theoretical references on which I grounded this study, i.e. ideas by Hernandez, Levy, Maturana, Villas Boas, Callai and Cavalcanti. Next, I examined the practice of working with Project Pedagogy and the destabilizations it caused in my certainties. I highlighted both reading and writing as inhibitors of Geography teaching, the pedagogical fragilities camouflaged by indiscipline, and questionings about teaching or learning Geography. Still in this chapter, I highlighted the work with projects and its articulations with Geography, as well as learning produced through the interactions with the students‟ portfolios and the teacher‟s notes. In the final chapter, I established a conversation with the thoughts that produced me, in order to examine the pedagogical displacements generated by the projects, sometimes stimulating, sometimes inhibiting the teacher‟s actions. The path of this investigation was not linearly traced. As with the project logic, networks were built, exhibited in a web of movements forward and backward that articulated the findings obtained through different instruments: students‟ and researcher-teacher‟s portfolios, informal notebooks where conversations with classmates and other teachers were recorded, students‟ research reports, and plans of both the proposal and classes. The practice of project pedagogy caused displacements in two senses: those that claimed its validity and reach in relation to contemporaneity, and those that generated destabilizations in the proposal, thus immobilizing some actions. These displacements produced three axes that are worth mentioning as learning stemming from the research: education; teaching and learning geography; and contemporary practices. The portfolio writings produced an important reflexive process to reorganize pedagogical actions, understand students‟ attitudes, rethink my certainties in relation to the project pedagogy, and establish strategies for action at school, by defining advances and drawbacks.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/38567
Arquivos Descrição Formato
000821043.pdf (2.617Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.