Repositório Digital

A- A A+

Resíduos de construção civil: aproveitamento como base e sub-base na pavimentação de vias urbanas

.

Resíduos de construção civil: aproveitamento como base e sub-base na pavimentação de vias urbanas

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Resíduos de construção civil: aproveitamento como base e sub-base na pavimentação de vias urbanas
Autor Bagatini, Felipe
Orientador Nunez, Washington Peres
Data 2011
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Curso de Engenharia Civil.
Assunto Engenharia civil
Resumo A experiência internacional com relação a temas diretamente ligados à preservação do meio ambiente e a diminuição gradativa dos recursos naturais impulsionaram a recuperação de materiais que, de certa forma, estavam sendo descartados, muitos indevidamente. A separação dos materiais provenientes da indústria da construção civil e demolição tem grande influência em favorecer o reaproveitamento destes resíduos. Uma das formas para aproveitamento dos resíduos de construção e demolição (RCD) consiste na substituição, em pavimentação de vias urbanas, das camadas de materiais naturais, como a brita graduada, por RCD devidamente classificado. Para este processo de substituição das camadas ter validade e viabilidade, torna-se indispensável a avaliação estrutural dos pavimentos construídos, através de levantamento de medidas defletométricas com a viga Benkelman. A aferição deste equipamento e o procedimento correto do método de ensaio são de fundamental importância para a coleta com precisão adequada das deflexões nos pavimentos. Assim, foi avaliada uma pista experimental de testes de carga, composta por pavimentos de diferentes espessuras, utilizando-se resíduos da construção civil. A primeira etapa composta por uma camada contendo 70 cm de blocos de concreto, seguida por 45 cm de RCD de diâmetro máximo 5 cm e 20 cm de brita graduada. A segunda etapa, composta por 70 cm de blocos, seguida por 55 cm de RCD e 10 cm de brita graduada. Por fim, a terceira etapa, composta por 70 cm de blocos e 65 cm de RCD, não contendo camada de brita graduada. A análise mecanística das estruturas propostas se deu através da aplicação do programa computacional EVERSTRESS 5.0, onde obteve-se os resultados para cada uma das etapas da pista experimental. Os resultados obtidos mostraram que a primeira etapa apresentou valores superiores às demais, suportando um tráfego N da ordem de 1x106.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/39135
Arquivos Descrição Formato
000825270.pdf (2.538Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.