Repositório Digital

A- A A+

Absence of sibutramine effect on spontaneous anxiety in rats

.

Absence of sibutramine effect on spontaneous anxiety in rats

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Absence of sibutramine effect on spontaneous anxiety in rats
Outro título Ausência de efeito da sibutramina na ansiedade espontânea em ratos
Autor Frassetto, Silvana Soriano
Alves, Isis Orestes
Santos, Marislane Marília
Schmidt, Ana Eduarda Stein
Lopes, Janaína Jardim
Oliveira, Paulo A.
Vinagre, Anapaula Sommer
Pereira, Patricia
Resumo A sibutramina tem sido descrita como um fármaco recomendado para o tratamento da obesidade, uma vez que tem a capacidade de inibir a recaptação de serotonina e noradrenalina no sistema nervoso central, aumentando assim o gasto energético. Objetivo: Investigar os efeitos ansiogênico e ansiolítico dos tratamentos agudo e crônico com a sibutramina em ratos Wistar submetidos à tarefa do labirinto em cruz elevado. Métodos: O diazepam foi usado como controle positivo para o efeito ansiolítico, e a tarefa do labirinto em cruz elevado apresentou sensibilidade para detectar o efeito. No tratamento crônico, a sibutramina foi ingerida por um período de dois meses. Resultados: Os tratamentos agudo e crônico, na dose estudada, que é descrita para produzir um efeito de antiobesidade máxima em ratos, não interferem na ansiedade. Conclusões: As administrações aguda e crônica de sibutramina não estão relacionadas aos efeitos ansiolítico ou ansiogênico.
Abstract Introduction: Sibutramine has been described as a drug recommended for treatment of obesity, since it has the ability to inhibit the reuptake of serotonin and noradrenaline in the central nervous system, thereby increasing energy expenditure. Objective: Investigate the anxiogenic and anxiolytic effects of acute and chronic treatment with sibutramine in rats submitted to the task of the elevated plus-maze. Methods: Diazepam was used as a positive control for the anxiolytic effect, and the task of the elevated plus-maze showed sensitivity to detect the effect. In the chronic treatment, sibutramine was ingested for a period of two months. Results: The acute and chronic treatments at the studied dose, which is described to produce a maximum effect of anti-obesity in rats, did not interfere with anxiety. Conclusions: The acute and chronic administration of sibutramine is not related to anxiolytic or anxiogenic effects.
Contido em Arquivos brasileiros de endocrinologia & metabologia. São Paulo. Vol. 54, n. 4 (June 2010), p. 375-380
Assunto Ansiedade
Obesidade
Sibutramina
[en] Anxiety
[en] Elevated plus-maze
[en] Obesity
[en] Sibutramine
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/40069
Arquivos Descrição Formato
000750878.pdf (458.5Kb) Texto completo (inglês) Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.