Repositório Digital

A- A A+

Impacto de um programa mínimo de exercícios físicos supervisionados no risco cardiometabólico de pacientes com obesidade mórbida

.

Impacto de um programa mínimo de exercícios físicos supervisionados no risco cardiometabólico de pacientes com obesidade mórbida

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Impacto de um programa mínimo de exercícios físicos supervisionados no risco cardiometabólico de pacientes com obesidade mórbida
Outro título Impact of a minimum program of supervised exercises in the cardiometabolic risk in patients with morbid obesity
Autor Marcon, Emilian Rejane
Gus, Iseu
Neumann, Cristina Rolim
Resumo Objetivo: Avaliar o impacto de um programa mínimo de exercícios físicos supervisionados na capacidade funcional e fatores de risco cardiometabólicos (FRCM) em obesos mórbidos. Material e métodos: Estudando uma série de casos com análise tipo pré e pós e amostragem por conveniência, avaliou-se o efeito de um programa semanal de 30 minutos de exercícios aeróbicos supervisionados, durante seis meses, no peso, na capacidade funcional e nos FRCM. Resultados: Estudaram-se 61 indivíduos, dos quais 34 aderiram à intervenção. Nos aderentes, houve modificações em peso (-5,3 ± 5,3 kg, p < 0,0001), teste de caminhada de 6 minutos (69,8 ± 48,6 mts, p < 0,0001), pressão sistólica (-23,8 ± 27,7 mmHg, p < 0,0001), pressão diastólica (-14,4 ± 8,9mmHg, p < 0 0001), escore de Framingham (-4,4 ± 5,1, p < 0,0001). Conclusão: Os resultados sugerem que exercícios físicos supervisionados em baixa intensidade e frequência podem interferir positivamente nos FRCM de indivíduos obesos mórbidos.
Abstract Objective: The objective aims at evaluating the impact of a minimum program of supervised physical exercise on functional capacity and cardiometabolic risk (CMR) in patients with morbid obesity. Material and methods: By studying cases with pre and post analyses, we have assessed the variations in weight, functional capacity and in CMR, due to the program of supervised aerobic exercise on a weekly intensity of 30 minutes during a period of 6 months. Results: We have studied 61 subjects, where 34 have only adhered to the intervention. There were significant changes in weight (-5.3 ± 5.3 kg, p < 0.0001), distance in the 6-minute walking test (69.8 ± 48.6 m, p < 0.0001), systolic pressure (-23.8 ± 27.7 mmHg, p < 0.0001), diastolic pressure (-14.4 ± 8.9 mmHg, p < 0.0001) and Framingham Score Risk (-4.4 ± 5.1, p < 0.0001) in the adherent patients. Conclusion: The results show that a supervised exercise program of low intensity and frequency might interfere positively on CMR in individuals with morbid obesity.
Contido em Arquivos brasileiros de endocrinologia & metabologia = Brazilian archives of endocrinology and metabolism. São Paulo. Vol. 55, no. 5 (2011), p. 331-338
Assunto Aptidão física
Exercício
Fatores de risco
Obesidade mórbida
[en] Exercise
[en] Morbid obesity
[en] Physical fitness
[en] Risk factors
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/40150
Arquivos Descrição Formato
000787251.pdf (1.482Mb) Texto completo (inglês) Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.