Repositório Digital

A- A A+

Marcadores tumorais bioquímicos e imunocitoquímicos em efusões neoplásicas caninas

.

Marcadores tumorais bioquímicos e imunocitoquímicos em efusões neoplásicas caninas

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Marcadores tumorais bioquímicos e imunocitoquímicos em efusões neoplásicas caninas
Outro título Biochemical and immunocytochemical tumor markers in canine neoplastic effusions
Autor Teixeira, Luciele Varaschini
Orientador Diaz González, Félix Hilario
Data 2012
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Veterinária. Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias.
Assunto Bioquimica veterinaria
Cães : Doenças : Diagnóstico
Imunocitoquimica
Neoplasias : Diagnóstico
[en] Canine
[en] Immunocytochemistry
[en] Neoplastic effusions
[en] Tumor markers
Resumo As efusões cavitárias são de ocorrência frequente na rotina clínica de cães. Na maior parte dos casos são efusões benignas, causadas por distúrbios hidrostáticos do sistema circulatório. As neoplasias são causas comuns de efusões em cães, contudo, nem sempre as células tumorais são encontradas no exame citopatológico. A dosagem de marcadores tumorais e o exame imunocitoquímico são alternativas para tornar o diagnóstico de neoplasia em efusões mais preciso. Os objetivos deste trabalho foram dosar os seguintes marcadores tumorais bioquímicos: antígeno carcinoembrionário (CEA), antígeno associado a câncer 72-4 (CA 72-4) e fragmento de citoqueratina 21-1 (CYFRA 21-1), que ainda não tiveram seu desempenho avaliado em efusões neoplásicas e não neoplásicas caninas, bem como marcadores imunocitoquímicos que incluem dois novos anticorpos primários (MOC-31 e D2-40) para a diferenciação entre carcinoma e mesotelioma. Trinta e duas amostras de líquidos cavitários abdominais e torácicos, provenientes do atendimento clínico do Hospital de Clínicas Veterinárias da Universidade Federal do Rio Grande do Sul foram analisadas. De acordo com o exame citopatológico e ficha clínica do animal essas efusões foram classificadas em dois grupos: neoplásico e não neoplásico. A dosagem dos marcadores tumorais foi realizada pelo método imunoenzimático sanduíche (ELISA), conforme as instruções dos fabricantes. Para a avaliação imunocitoquímica foram utilizadas 14 amostras de efusões neoplásicas. A técnica foi realizada pelo método estreptavidina-biotina ligada a peroxidase ou a fosfatase alcalina, utilizando-se como cromógeno o DAB. Os marcadores tumorais CEA e CA 72-4 não tiveram resultados significativos na diferenciação entre efusões neoplásicas e não neoplásicas, enquanto que o CYFRA 21-1 obteve sensibilidade de 70%, especificidade de 94% e acurácia de 81% para o diagnóstico neoplásico. Em todas as amostras neoplásicas, imunocitoquímica e citopatologia foram compatíveis, verificando-se como válida a padronização dos novos anticorpos para a espécie canina. Este estudo demonstrou que novos marcadores tumorais, tanto bioquímicos como imunocitoquímicos, podem ser empregados no diagnóstico de neoplasias caninas. O marcador tumoral CYFRA 21-1 deve ser utilizado como auxílio diagnóstico para a espécie canina e os anticorpos MOC-31 e D2-40 devem ser incluídos em painéis imunocitoquímicos de rotina para a diferenciação entre carcinomas e mesoteliomas em efusões neoplásicas.
Abstract The cavity effusions frequently occur in the clinical routine of dogs. In most cases the effusions are benign caused by circulatory system disorders. Neoplasms are common causes of effusions in dogs, however not always the tumor cells are found in cytopathologycal analysis. The dosage of tumor markers is an alternative to make the neoplastic effusion diagnosis more accurate. The aims of this work were to determine the following biochemical tumor markers: carcinoembryonic antigen (CEA), cancer antigen 72-4 (CA 72-4) and cytokeratin fragment 21-1 (CYFRA 21-1), which have not had their performance evaluated in canine neoplastic and non-neoplastic effusions, as well as immunocytochemical markers including two new primary antibodies (MOC-31 and D2-40) for differentiation between carcinoma and mesothelioma tumors. Thrirtytwo samples of abdominal and thoracic cavity fluids, from the clinical care of the Veterinary Hospital of the Federal University of Rio Grande do Sul were analyzed. According to the cytopathology test and patient’s clinical record the effusions were classified in two groups: neoplastic or non-neoplastic. The tumor markers measurement was performed by sandwich enzyme immunoassay (ELISA) according to the manufacturer instructions. Fourteen neoplastic samples were used for the immunocytochemical tests. The tests were performed by streptavidin-biotin method linked to peroxidase or to alkaline phosphatase using the DAB chromogen. The tumor markers CEA and CA 72-4 had no significant results for differentiating between neoplastic and non neoplastic effusions, whereas the tumor marker CYFRA 21-1 obtained 70% of sensibility, 94% of specificity and 81% of accuracy for the neoplastic diagnosis. In all neoplastic samples the immunocytochemical and cytological tests were compatible, which make valid their use for standardization of those new antibodies for the canine species. This study demonstrated that new tumor markers both biochemical and immunocytochemical could be used in the canine neoplastic diagnosis. The tumor marker CYFRA 21-1 must be used for the canine species, and the antibodies MOC-31 and D2-40 must be included in routine immunocytochemistry panel for the differenciation between carcinoma and mesothelioma in neoplastic effusions.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/48966
Arquivos Descrição Formato
000829642.pdf (2.317Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.