Repositório Digital

A- A A+

Avaliação da capacidade de selamento de três materiais obturadores em canais radiculares de pré-molares de cães preparados para pino intra-radicular expostos ao meio bucal

.

Avaliação da capacidade de selamento de três materiais obturadores em canais radiculares de pré-molares de cães preparados para pino intra-radicular expostos ao meio bucal

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação da capacidade de selamento de três materiais obturadores em canais radiculares de pré-molares de cães preparados para pino intra-radicular expostos ao meio bucal
Autor Kopper, Patrícia Maria Poli
Orientador Della Bona, Alvaro
Figueiredo, Jose Antonio Poli de
Maltz, Marisa
Data 2008
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Odontologia. Programa de Pós-Graduação em Odontologia.
Assunto Canais radiculares : Obturacao
Cimentos
Endodontia
Materiais odontologicos : Avaliacao
[en] Coronal leakage
[en] Endodontic sealer
[en] Microbial leakage
[en] Periapical tissue response
[en] Root canal filling
Resumo O presente estudo teve como objetivo avaliar in vivo a capacidade de selamento de três materiais obturadores constituídos de cimentos endodônticos resinosos, sendo dois (AH Plus e EndoRez) associados a cones de guta-percha, e um (Real Seal) a cones de Resilon, em pré-molares de cães, expostos ao meio bucal, após o preparo para colocação de pino protético. Objetivou, também, avaliar a correlação entre a situação inflamatória dos tecidos periapicais e a infiltração microbiana. Para tal, foi realizado o preparo químico-mecânico de 80 dentes (160 canais), sendo dez (20 canais) em cada cão. Antes da obturação, os canais foram distribuídos, aleatoriamente, em sete grupos. Nos grupos I – GI (n=32) e controle negativo I – C-I (n=16), os canais foram obturados com cones de guta-percha e AH Plus; nos grupos II – GII (n=32) e controle negativo II – C-II (n=16), com cones de guta-percha e EndoRez; e nos grupos III – GIII (n=32) e controle negativo III – C-III (n=16), com cones de Resilon e Real Seal. Os canais do grupo controle positivo – C+ (n=16) não foram obturados. Imediatamente após a obturação, realizou-se a desobturação parcial dos canais, restando 4 mm de material na região apical. Os dentes foram selados, provisoriamente, com amálgama de prata, durante 72 horas. Após esse período, o selamento coronário de todos os canais, com exceção dos pertencentes aos grupos C-, foi removido, ficando expostos ao meio bucal por 90 dias. Os animais foram mortos, e as mandíbulas e maxilas removidas e seccionadas, separando-se o lado esquerdo do direito. Nos dentes das hemi-arcadas do lado esquerdo, o selamento dos canais dos grupos C- foi removido e o espaço protético irrigado, abundantemente, com água destilada. Após, foram secos e preenchidos com tinta nanquim. Os dentes foram, novamente, selados e, passadas 96 horas, extraídos. A seguir, as raízes foram separadas, armazenadas em tubos de ensaio e diafanizadas. Os espécimes do lado direito foram processados histologicamente, empregando-se as colorações de Hematoxilina e Eosina de Harris (HE) e Brown e Brenn (BB). A infiltração de corante foi medida com auxílio de lupa esteroscópica, com aumento de 10x. A análise dos cortes histológicos foi realizada em microscópio óptico, classificando-se o estado inflamatório dos tecidos periapicais e a infiltração microbiana em escores de 1 a 4. Os resultados da infiltração de corante evidenciaram que todos os grupos apresentaram menor infiltração que o grupo C+ (p<0,001) e que os grupos GI, GII e GIII não diferiram significativamente (P>0,05). O grupo GII apresentou diferenças significativas em relação ao seu grupo controle negativo, mostrando maior infiltração de corante (P<0,001). Na análise histológica, todos os materiais testados apresentaram menor grau de reação inflamatória e de infiltração microbiana, quando comparados com o grupo C+ (P≤0,001). Além disso, não foram observadas diferenças significativas entre os grupos GI, GII e GIII, bem como destes com seus respectivos controles (P>0,05). O teste de correlação de Spearman mostrou uma forte correlação entre resposta inflamatória e infiltração microbiana (rs= 0,57; P<0,001). A partir do exposto, concluiu-se que os materiais testados não apresentaram diferenças significativas entre si e que a resposta inflamatória periapical apresentou correlação direta com a infiltração coronária microbiana.
Abstract The aim of this study was to assess in vivo the sealing ability of three resin-containing endodontic sealers, two associated with gutta-percha points (AH Plus and EndoRez) and one associated with Resilon points (RealSeal). Mongrel dogs had their premolars prepared and filled, then post-prepared, which space became exposed to the oral environment. The correlation between inflammatory condition and level of microbial leakage was also tested. For that purpose, 80 teeth (160 root canals), being 10 (20 root canals), for each dog, were chemo-mechanically prepared and randomly divided into the following groups: GI (n=32) and C-I (negative control; n=16): root filling with gutta-percha and AH-Plus; GII (n=32) and C-II (n=16): root filling with gutta-percha and Endorez; GIII (n=32) and C-III (n=16): root filling with Resilon and RealSeal; C+ (positive control; n=16): no root filling. Immediately following filling procedures, post space preparation was done leaving 4mm of filling material apically. Teeth had their crowns provisionally sealed with amalgam for 72 hours. Then, coronal seal was removed (except for C-) and remained exposed to the oral environment for 90 days. The dogs were sacrificed and their mandible and maxilla were removed and sectioned, separating right and left sides. In the specimens from the left side, the C- teeth had their seal removed, and all teeth had their post space irrigated with distilled water, then filled with India ink. Following 96 hours, the teeth were extracted. Roots were labeled as to the groups and subjected to clearing process in test tubes. The specimens from the right side were histologically processed and stained with Hematoxicilin and Eosin (HE) and Brown and Brenn (BB). The ink leakage was measured three dimensionally under stereoscope microscopy (10x). Histological sections were assessed under light microscopy by a senior observer blinded as to the groups and the inflammatory state was classified using scores varying from 1 to 4 in an ascending severity. The same severity scoring applied to the microbial leakage, being the severity scored as to the depth of microbial penetration within the dentinal tubules. The results showed that all the test groups displayed less leakage than C+ group (P<0,001). GI, GII and GIII did not differ statistically amongst them. Sealing ability of GII differed significantly to its control group – C-II (P<0,001).Histological analysis showed that all test groups displayed lower inflammatory reaction and microbial leakage when compared to C+ group (P≤0,001). No significant differences were found amongst GI, GII and GIII and their respective controls (p>0,05). Spearman correlation test showed a strong correlation between inflammatory response and microbial leakage (rs= 0,57; P<0,001). It could be concluded that the tested materials did not differ amongst themselves and that the periapical tissue response correlated directly with the microbial coronal leakage.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/49730
Arquivos Descrição Formato
000658895.pdf (1.489Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.