Repositório Digital

A- A A+

Uma análise das fugas para piano de Bruno Kiefer : uma busca por padrões estilísticos na sua escrita contrapontística

.

Uma análise das fugas para piano de Bruno Kiefer : uma busca por padrões estilísticos na sua escrita contrapontística

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Uma análise das fugas para piano de Bruno Kiefer : uma busca por padrões estilísticos na sua escrita contrapontística
Autor Liebich, Rafael
Orientador Carvalho, Any Raquel Souza de
Co-orientador Gerling, Cristina Maria Pavan Capparelli
Data 2004
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Artes. Programa de Pós-Graduação em Música.
Assunto Análise musical
Kiefer, Bruno, 1923-1987
[en] Bruno Kiefer
[en] Fugue
[en] Musical analysis – fugue – Bruno Kiefer
Resumo Este trabalho oferece um estudo dos padrões estilísticos definidos através da análise dos processos contrapontísticos encontrados no terceiro movimento da Sonata nº I, Fuga e Toccata e do movimento final de Duas peças Sérias da obra para piano de Bruno Kiefer. A fuga, uma das técnicas de composição linear mais estabelecidas na escrita musical, reflete as transformações estilísticas na música ocidental. Considerando a diversidade de possibilidades estéticas na música do século XX, faz-se mister investigar como Kiefer tratou uma técnica composicional consagrada, preservando de modo singular e consistente o estilo inovador atribuído às suas obras. O referencial teórico adotado para este estudo é Twentieth Century Fugue – A Handbook (1962) de William Graves, Jr.. A partir da análise dos padrões recorrentes nas fugas de Bruno Kiefer, verificou-se o distanciamento entre os parâmetros da fuga tradicional e o estilo da escrita contrapontística do compositor.
Abstract This study offers a view of the stylistic patterns defined by the analysis of the contrapuntal processes used in the third movement of Sonata I, Fuga e Toccata, and the final movement of Duas peças sérias [Two serious pieces], from the piano works of Bruno Kiefer. The fugue, one of the most well established linear techniques of musical writing, reflects the stylistic transformations in Western music. Considering the diversity of aesthetic possibilities in twentieth-century music, it is appropriate to investigate how Kiefer dealt with such a technique, preserving an innovating style in a consistent manner, which has always been attributed to his music. This study was guided by Twentieth Century Fugue – A Handbook (1962), by William Graves, Jr.. After the analysis of the recurrent patterns found in the fugues by Kiefer, a verification of how these patterns relate to traditional parameters of fugal writing was undertaken.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/5008
Arquivos Descrição Formato
000418487.pdf (12.48Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.