Repositório Digital

A- A A+

Avaliação de diferentes métodos imunoturbidimétricos para determinação de albumina urinária : impacto na classificação dos estágios da nefropatia diabética

.

Avaliação de diferentes métodos imunoturbidimétricos para determinação de albumina urinária : impacto na classificação dos estágios da nefropatia diabética

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação de diferentes métodos imunoturbidimétricos para determinação de albumina urinária : impacto na classificação dos estágios da nefropatia diabética
Outro título Evaluation of different immunoturbidimetric methods to measure urinary albumin : impact in the classification of diabetic nephropathy stages
Autor Wendland, Andrea Elisabet
Azevedo, Mirela Jobim de
Gross, Jorge Luiz
Camargo, Joiza Lins
Resumo Introdução: A nefropatia diabética (ND) acomete até 40% dos pacientes diabéticos e o diagnóstico precoce pode evitar a evolução para estágios avançados. O rastreamento deve ser realizado pela medida de albumina urinária (AlbU) utilizando-se o método quantitativo sensível. Objetivo: Avaliar diferentes métodos imunoturbidimétricos de determinação de AlbU para a classificação dos estágios da ND. Material e método: A albumina foi dosada em 167 urinas (65 urinas de 24 h e 102 amostras casuais) por dois métodos imunoturbidimétricos: kit Aptec-BioSys, ADVIA® 1650 Bayer (AlbUAdvia) e kit MAlb Urin-Pack Bayer®, Cobas Mira® Roche (AlbUCobas). AlbUCobas foi definido como método comparativo e utilizado para classificar as amostras em normoalbuminúricas (albuminúria < 30 mg/24 h ou < 17 mg/l; n = 81), microalbuminúricas (albuminúria 30-299 mg/24 h ou 17-173 mg/l; n = 55) e macroalbuminúricas (albuminúria >300 mg/24 h ou > 174 mg/l, n = 31). Os coeficientes de variação (CV) intra e interensaio, sensibilidade e linearidade dos métodos foram calculados. As concordâncias analítica e diagnóstica foram analisadas por regressão Deming, gráficos de Bland-Altman e por coeficiente kappa. Resultados: Os CVs intra e interensaio foram < 5% para ambos os métodos. A sensibilidade foi de 5 mg/l para ambos os métodos e a linearidade, 160 mg/l para AlbUCobas e 200 mg/l para AlbUAdvia. A concordância analítica entre os dois métodos foi adequada (média das diferenças entre os métodos = -7,68 mg/l [-0,21 - 15,2]; r = 0,989; p < 0,001) e o coeficiente kappa, excelente (0,914; p < 0,001). Apenas nove amostras de urina (5,4%) discordaram quanto à classificação pelo AlbUCobas: seis amostras microalbuminúricas foram classificadas erroneamente como normoalbuminúricas (n = 3) e macroalbuminúricas (n = 3). Três amostras normoalbuminúricas foram consideradas microalbuminúricas pelo AlbUAdvia. Os valores de albuminúria dessas amostras encontravam-se no limite superior dos pontos de corte diagnósticos dos respectivos estágios de ND. Conclusão: Os métodos imunoturbidimétricos analisados podem ser intercambiáveis sem ocasionar mudanças significativas na classificação dos diferentes estágios da ND.
Abstract Background: Diabetic nephropathy (DN) affects up to 40% of diabetic patients and must be screened by the measurement of urinary albumin with a sensitive quantitative method. Objective: To evaluate the impact of different immunoturbidimetric methods to measure albuminuria in the classification of DN stages. Material and method: Albumin was measured in 167 urine samples (65 24 h samples and 102 casual samples) by two immunoturbidimetric methods: Aptec BioSys, ADVIA® 1650 Bayer (AlbUAdvia) and Malb Urin-Pack Bayer®, Cobas Mira® Roche (AlbUCobas). AlbUCobas was defined as the comparative method used to classify the samples in: normoalbuminuric (albuminuria < 30 mg/24 h or <17 mg/l; n = 81), microalbuminuric (albuminuria 30-299 mg/24 h or 17-173 mg/l; n = 55) and macroalbuminuric (albuminuria > 300 mg/24 h or > 174 mg/l; n = 31). The intra and interassay coefficients of variation (CVs), sensitivity and linearity of each method were calculated and the analytical and diagnostic agreements were analyzed by Deming’s regression and Bland-Altman plots and by Kappa coefficient, respectively. Results: The intra and interassay CVs were < 5% for both methods. The sensitivity was 5 mg/l for both methods and the linearity was 160 mg/l for AlbUCobas and 200 mg/l for AlbUAdvia. The analytical agreement between the two methods was satisfactory (mean differences between methods = -7.68 mg/l (-0.21 - 15.2); r = 0.989; p < 0.001) and the kappa coefficient (0,914; p < 0,001) was excellent. Only nine urine samples (5,4%) were in disagreement with AlbUCobas classification: six microalbuminuric samples were misclassified as normoalbuminuric (n = 3) and macroalbuminuric (n = 3) by AlbUAdvia. Three normoalbuminuric samples were misclassified as microalbuminuric by AlbUAdvia. The albumin values of these samples were in the highest diagnostic adopted cut-off point for each DN stage. Conclusion: The immunoturbidimetric methods analyzed may be interchangeable, without significant misclassification of the different stages of DN.
Contido em Jornal brasileiro de patologia e medicina laboratorial. Rio de Janeiro. Vol. 43, n. 6 (dez. 2007), p. 393-398
Assunto Albuminas
Diabetes mellitus
Nefropatias diabéticas
[en] Diabetic nephropathy
[en] Methodology
[en] Microalbuminuria
[en] Urinary albumin
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/53063
Arquivos Descrição Formato
000790954.pdf (272.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.