Repositório Digital

A- A A+

Os recém-nascidos sentem dor quando submetidos à sondagem gástrica?

.

Os recém-nascidos sentem dor quando submetidos à sondagem gástrica?

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Os recém-nascidos sentem dor quando submetidos à sondagem gástrica?
Autor Santos, Jacqueline Almeida
Procianoy, Renato Soibelmann
Bohrer, Betania Barreto de Athayde
Noer, Clarissa
Librelato, Grasiele Antonieta Sachet
Campelo, Janaína N.
Resumo Objetivos: avaliar parâmetros fisiológicos e comportamentais para verificar se o recém-nascido sente dor durante a passagem da sonda gástrica. Métodos: 50 recém-nascidos hígidos com idade gestacional superior a 33 semanas e com peso ao nascer superior a 1.999 g foram submetidos a sondagem gástrica e, após, randomizados por sorteio simples em dois grupos: Fricção/Punção e Punção/Fricção. Os recém-nascidos eram avaliados através da escala NIPS - Neonatal Infant Pain Scale- (0-7 pontos, dor >3) por dois observadores independentes em três momentos: um minuto antes, durante e um minuto após a sondagem gástrica, punção e fricção do pé com monitorização simultânea da freqüência cardíaca, da freqüência respiratória e da saturação de oxigênio da hemoglobina. Resultados: a freqüência respiratória diminuiu somente durante a sondagem gástrica (p=0,004). A freqüência cardíaca diminuiu durante a sondagem gástrica (p=0,001), durante a punção no grupo Fricção/Punção (p=0,01) e durante a fricção no grupo Punção/ Fricção (p=0,022). A saturação de oxigênio da hemoglobina não se alterou nos três procedimentos. Em relação aos resultados obtidos com a escala NIPS em ambos os grupos, os recém-nascidos sentiram dor durante a sondagem gástrica e a punção, e não na fricção (Friedman, p<0,0001). Conclusões: durante o procedimento da sondagem gástrica, os recém-nascidos responderam como se esse fosse um estímulo doloroso. As alterações fisiológicas não se mostraram específicas nem sensíveis para avaliação de dor em recém-nascidos.
Abstract Objectives: evaluate physiological and behavioral parameters to verify if newborns feel pain when submitted to gastric suctioning. Methods: 50 healthy newborns over 33 weeks gestational age, weighing more than 1999g, were submitted to gastric suctioning, randomly selected, and divided into two groups: Friction/Lancing and Lancing/Friction. The newborns were assessed through the Neonatal Infant Pain Scale (NIPS) (0-7, pain>3) by two independent observers in three different moments: one minute before, during, and one minute after gastric suctioning, heel lancing and foot friction, with simultaneous monitoring of heart rate, respiratory frequency, and hemoglobin oxygen saturation. Results: the respiratory frequency only decreased during gastric suctioning (P=0.004). The heart rate was lower during gastric suctioning (P<0.0001), during the heel lacing procedure in the Friction/Lancing group (P=0.01), and during friction in the Friction/ Lancing group (P=0.022). The hemoglobin oxygen saturation suffered no alterations during the three procedures. The results obtained through NIPS revealed that both groups felt pain during gastric suctioning and heel lancing, and did not feel pain during friction (P<0.0001). Conclusion: during the gastric suctioning procedure, newborns responded as if it were a painful stimulus. Physiological alterations were neither specific nor sensitive to pain assessment in newborn infants.
Contido em Jornal de pediatria. Vol. 77, n. 5 (2001), p. 374-380
Assunto Dor : Recém-nascido
Intubação nasogátrica
Medição da dor
[en] Gastric suctioning
[en] Newborn infant
[en] Pain
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/54362
Arquivos Descrição Formato
000304523.pdf (37.19Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.