Repositório Digital

A- A A+

O alçamento das vogais médias pretônicas na fala de São José do Norte/RS : harmonia vocálica

.

O alçamento das vogais médias pretônicas na fala de São José do Norte/RS : harmonia vocálica

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O alçamento das vogais médias pretônicas na fala de São José do Norte/RS : harmonia vocálica
Autor Silva, Márcia Eliane da
Orientador Collischonn, Gisela
Data 2012
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Programa de Pós-Graduação em Letras.
Assunto Fonologia
Harmonia vocálica
Labov, William
Língua portuguesa
São José do Norte (RS)
Teoria da variação
Variação lingüística
Vogais pretônicas
[en] Labov´s sociolinguistics theory
[en] Vowel harmony
[en] Vowels
Resumo Este trabalho ocupa-se da investigação do fenômeno variável da Harmonia Vocálica na fala da comunidade gaúcha de São José do Norte, baseado na metodologia quantitativa nos moldes da teoria variacionsta laboviano (1966). O fenômeno citado é o alçamento (elevação) das vogais médias /e, o/ em pauta pretônica, transformando-as em [i, u] respectivamente quando seguidas de vogal alta em sílaba subsequente. A pesquisa pretende contribuir para descrever as características desse fenômeno no português do Brasil; pois trata-se de uma amostra ainda não analisada no que se refere à Harmonia Vocálica Os dados vêm da amostra coletada por Amaral (2000) com falantes da comunidade rural e urbana daquele municipio, localizado na porção litorânea situada entre a Lagoa dos Patos e o Oceano Atlântico, a 8 km do município de Rio Grande e a 51 km de Pelotas. O isolamento a que a região ficou submetida, por razões de dificuldade de acesso, e a dedicacão a atividades tradicionais, tais como a pesca e a plantação de cebola, tornam a região interessante à pesquisa de cunho sociolinguístico e dialetológico. Os condicionadores linguísticos e extralinguísticos considerados na nossa pesquisa têm como referência os estudos de Bisol (1981) e Schwindt (1995, 2002). A amostra constitui-se de 24 informantes do corpus do referido município (Amaral, 2002) que faz atualmente parte do Projeto Variação Linguística do Sul do país (VARSUL). O estudo resultou um corpus de 1.787 dados, sendo 986 dados para /e/ e 801 para /o/. A análise pelo Programa GOLVARB (2001) mostrou que a taxa de aplicação da elevação, para /e/ foi de 41% e de 43% para /o/. A pesquisa viabilizou, no âmbito extralinguístico, constatar que no caso da vogal /o/ houve correlação entre idade do informante e elevação da vogal; contudo, como as demais variáveis sociais não se mostraram significativas, não é possível falar em uma mudança em curso. Do ponto de vista linguístico, os condicionadores principais são, entre outros, a presença de uma vogal alta em sílaba subsequente e a tonicidade da vogal. Necessita-se de uma análise mais acurada, futuramente, de aspectos que podem nos fornecer uma interpretação mais segura desta variável.
Abstract This work deals with the variable phenomenon of Vowel Harmony (Bisol, 1981) in the community of São José do Norte/RS, in Brazil, based on quantitative methodology along the lines of the the labovian variationist theory (Labov, 1966). The phenomenon is known as the raising of the mid vowels /e/ and /o/, in pretonic context, turning them into [i, u] when followed by a high vowel in subsequent syllable. The research aims to contribute to describe the characteristics of this phenomenon in Portuguese in Brazil, because it is not yet a sample analyzed with regard to vowel harmony The data comes from samples collected by Amaral (2000) with speakers of the rural and urban that district, located in the coastal portion between the Patos Lagoon and the Atlantic Ocean, 8 km from the of Rio Grande and 51 km from Pelotas. The isolation of the region was subjected, for reasons of difficulty of access, and dedication to traditional activities such as fishing and planting onions, make the region attractive for sociolinguistic research projects and dialetologic. The linguistic and extralinguistic conditioners considered in our research have had as reference the studies by Bisol (1981) and Schwindt (1995, 2002). The sample consisted of 24 informants selected from the interviews collected by Amaral (2002) which corpus is now part of the Projeto Variação Linguística do Sul (Project Language Variation in the South -VARSUL). The study resulted in a corpus of 1787 tokens, being 986 for /e/ and 801 for /o/. The analysis by GOLVARB 2001 Software showed that the rate of rising was of 41% for /e/, and of 43% for /o/. The analysis showed that, concerning extralinguistic conditions, there is correlation between rising and the age of the informant, but only for the raising of the vowel /o/; however, since other social variables where not observed to have a significant role in vowel raising, we are not able to state that there is an ongoing change. From the linguistic point of view, the main conditioners are a high vowel in subsequent syllable and stress on this high vowel.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/56035
Arquivos Descrição Formato
000858616.pdf (3.149Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.