Repositório Digital

A- A A+

Prevalência de infecção congênita por citomegalovírus em recém-nascidos de uma unidade de tratamento intensivo de um hospital público

.

Prevalência de infecção congênita por citomegalovírus em recém-nascidos de uma unidade de tratamento intensivo de um hospital público

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Prevalência de infecção congênita por citomegalovírus em recém-nascidos de uma unidade de tratamento intensivo de um hospital público
Outro título The prevalence of congenital cytomegalovirus infection in newborn infants at an intensive care unit in a public hospital
Autor Miura, Clarissa Schreiner
Miura, Ernani
Machado, Alice Beatriz Mombach Pinheiro
Chesky, Marisa
Resumo Objetivo: Determinar a prevalência da infecção congênita por citomegalovírus em recém-nascidos internados na unidade de terapia intensiva neonatal de um hospital público de Porto Alegre. Métodos: Estudo transversal, incluindo 261 recém-nascidos que nasceram em um hospital público da cidade de Porto Alegre no ano de 2003 e foram internados na unidade de terapia intensiva neonatal. Foi coletada amostra de urina nos primeiros 7 dias de vida e realizado o teste de reação em cadeia da polimerase para a pesquisa do DNA do citomegalovírus. Resultados: A prevalência de infecção congênita por citomegalov írus na população estudada foi de 0,8% (IC 95%: 0,097-2,86). Devido à baixa prevalência, não foi possível associar fatores de risco. Conclusões: A prevalência de infecção congênita por citomegalov írus em uma unidade de terapia intensiva neonatal de um hospital público de Porto Alegre não foi considerada elevada, sendo semelhante à prevalência encontrada em outros estudos realizados.
Abstract Objective: To determine the prevalence of congenital cytomegalovirus infection in newborn infants admitted to an intensive care unit in a public hospital in Porto Alegre. Methods: A cross-sectional study of 261 newborn infants born at a public hospital in the city of Porto Alegre in 2003 and admitted to the intensive care ward. Urine samples were collected within 7 days of birth and a polymerase chain reaction-PCR performed to test for cytomegalovirus DNA. Results: The prevalence of congenital cytomegalovirus infection among the study population was 0.8% (95% CI: 0.097-2.86). It was not possible to assess risk factors because this prevalence was so low. Conclusions: The prevalence of congenital cytomegalovirus infection in an intensive care unit at a public hospital in Porto Alegre was not considered elevated and was comparable with prevalence rates found by other studies.
Contido em Jornal de pediatria. Rio de Janeiro. Vol. 82, n. 1 (jan./fev. 2006), p. 46-50
Assunto Citomegalovirus
Reação em cadeia da polimerase
Recém-nascido
[en] Congenital cytomegalovirus
[en] Cytomegalovirus
[en] Neonate
[en] Newborn
[en] Polymerase chain reaction
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/56569
Arquivos Descrição Formato
000824676.pdf (131.5Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir
000824676-02.pdf (97.18Kb) Texto completo (inglês) Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.