Repositório Digital

A- A A+

Perfil nutricional das crianças e jovens brasileiros : um estudo da prevalência nos últimos seis anos

.

Perfil nutricional das crianças e jovens brasileiros : um estudo da prevalência nos últimos seis anos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Perfil nutricional das crianças e jovens brasileiros : um estudo da prevalência nos últimos seis anos
Autor Flores, Larissa Sabbado
Orientador Petersen, Ricardo Demetrio de Souza
Data 2012
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Programa de Pós-Graduação em Ciências do Movimento Humano.
Assunto Crianças
Nutrição
Saúde pública
[en] BMI
[en] Schoolchildren
[en] Trends
Resumo O objetivo deste trabalho foi descrever a prevalência de diferentes estados nutricionais de crianças e adolescentes brasileiros, identificando a tendência do comportamento do baixo peso, do sobrepeso e da obesidade ao longo de um período de seis anos. Este estudo de tendência foi realizado com uma amostra voluntária de 37.801 escolares, provenientes do banco de dados do Projeto Esporte Brasil (PROESPBr). A amostra foi agrupada em três períodos de tempo (I= 2005-2006; II= 2007-2008; e, III= 2009 a 2011) e por idades (crianças: 7 a 10 anos, e adolescentes: 11 a 14 anos), além de, estratificada por sexo. A massa corporal e a estatura foram avaliadas pelos professores nas escolas, e o índice de massa corporal (IMC) foi calculado posteriormente. O IMC foi classificado em baixo peso, eutrófico, sobrepeso e obesidade, conforme os critérios propostos por Conde e Monteiro (2006). Para verificação da associação entre os períodos de tempo e as categorias do perfil nutricional foi utilizado o teste do qui-quadrado de Pearson e na identificação da tendência da prevalência do baixo peso, do sobrepeso e da obesidade, ao longo dos últimos seis anos, recorreu-se ao teste de Regressão Logística Multinomial (em ambos procedimentos o nível de significância foi de 5%). Os resultados apontaram, no baixo peso, uma probabilidade da ocorrência diminuir significativamente nos adolescentes do sexo masculino do ano de 2005-06 para 2007-08, e uma probabilidade da prevalência aumentar significativamente nas crianças do sexo feminino entre o ano de 2007-08 para 2009-11, embora em todas as categorias de idade e sexo, as ocorrências tenham sido menores que 5%. Observamos no sobrepeso, uma probabilidade da ocorrência aumentar do período I para o II (2005-2006 para 2007-2008), nas crianças do sexo masculino, e prevalências sempre próximas a 20% nas demais categorias de idade e sexo. Encontramos, além disso na obesidade, uma probabilidade da prevalência aumentar significativamente do período I para o II em todas as categorias de idade e nos dois sexos, sendo que não foi observado uma permanência do aumento. Entretanto as ocorrências, tanto no sobrepeso como na obesidade, permaneceram elevadas no último período avaliado (2009 a 2011), indicando possivelmente um platô das prevalências. No entanto, a população de crianças e adolescentes brasileiros é composta por aproximadamente 30% de casos com sobrepeso e obesidade. Esses resultados apontam a importância da continuidade de investigações sobre o perfil nutricional de crianças e adolescentes e demonstram a necessidade de um planejamento de ações que proporcionem uma reversão desses achados.
Abstract The aim of this study was to analyze the prevalence of different nutritional status among Brazilian children and adolescents (male and female), from the identification of underweight, overweight and obesity behavior trends in a period of six years. This trend study was performed with a voluntary sample of 37.801. Data was obtained from the PROESP-Br (Brazil Sport Project) database. Sample was clustered in three periods of time (I=2005-2006; II= 2007-2008; and III=2009 to 2011), in two age groups (children: 7 for 10 years old and adolescents: 11 to 14 years old), and stratified for sex. The weight and height was measured for teachers at school during physical education class and body mass index (BMI) was calculated. BMI was stratified in underweight, eutrophic, overweight and obesity, according with Conde and Monteiro (2006) criteria. To assess the association between time periods and nutritional profile categories, we used the Pearson chi-square test and to identify of trends in underweight, overweight and obesity prevalence were conducted using multiple logistic regression (overall α level of 5%).. Results showed, of underweight, a significant prevalence decrease probability in male adolescents in 2005-06 to 2007-08 and increase in female children in 2007-08 to 2009- 11, although in all categories of age and sex, the occurrences have been less than 5%. We observed in the overweight, an occurrence increase probability in period I to II (2005-2006 to 2007-2008) in male children, and prevalence close to 20% in the others age and gender categories. Also, we found an occurrence increase probability in obesity in the period I to II in all age categories and both sexes, but remained stable until the last period study (2009 -2011). This possibly indicates a plateau in prevalence. However, the population of Brazilian children and adolescents is composed of approximately 30% of cases of overweight and obesity. The results show the importance of continuing investigations about nutritional status of children and adolescents and demonstrate the need for action planning to provide a reversal of these findings.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/60394
Arquivos Descrição Formato
000862476.pdf (963.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.