Repositório Digital

A- A A+

Um estudo do modelo de macroalocação proposto por Black & Litterman

.

Um estudo do modelo de macroalocação proposto por Black & Litterman

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Um estudo do modelo de macroalocação proposto por Black & Litterman
Autor Barbosa, Vanessa Silva
Orientador Caldeira, João Frois
Data 2010
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Especialização em Mercado de Capitais.
Assunto Ativo
Gestão de portfólio
Mercado de capitais
Modelo de Markowitz
Resumo A construção de carteiras ótimas é um problema recorrente da gestão de ativos, como por exemplo, em consultorias de investimentos, bancos, asset management, fundos de pensões, entre outras instituições financeiras. E no centro de todas as decisões e estratégias da gestão de ativos está a volatilidade, a qual é de compreensão dos investidores antes mesmo de estudos mais formais, pois o entendimento que o retorno esperado varia diretamente com o risco assumido é de aceitação comum. Em meados da década de 50, os economistas e financistas começaram a tratar de forma mais formal a relação risco e retorno, do ponto de vista para tomada de decisão para investimentos. Com vistas a extrair implicações para construções de carteiras, os investidores, a partir da publicação do trabalho seminal de Markowitz (1952), costumam utilizar os embasamentos teóricos publicados neste estudo, o qual funda as bases da moderna teoria de carteiras. O autor aborda quantitativamente o problema da formação de portfolios, propondo que se leve em consideração para tal fim, além das características individuais dos ativos, a forma como cada ativo se relaciona com os demais, ou seja, a percepção de Markowitz é a de olhar para os ativos no portfolio e não considerar só o risco intrínseco de cada ativo e sim a forma que esses ativos se correlacionam com outros ativos dentro de uma carteira. Porém, a utilização do modelo de Markowitz apresenta problemas como a obtenção de portfolios instáveis com elevada sensibilidade às estimativas de retorno esperado imputadas ao modelo, a geração de portfolios altamente concentrados e não intuitivos, o problema em não considerar os diferentes níveis de incerteza associados às estimativas dos inputs do modelo e o de não levar em consideração a capitalização de mercado. Portanto, este trabalho visa apresentar as limitações do modelo de Markowitz, desenvolver os fundamentos teóricos do modelo construído por Black-Litterman (ver Litterman et al., 1992), o qual busca contornar as dificuldades existentes no modelo de Markowitz e apresentar a construção de um portfolio ótimo, através de dados observados do mercado e por meio da metodologia bayesiana.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/60642
Arquivos Descrição Formato
000863362.pdf (518.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.