Repositório Digital

A- A A+

Efetividade da salpingo-ooforectomia redutora de risco na prevenção de neoplasias ginecológicas em uma população franco-canadense com risco elevado

.

Efetividade da salpingo-ooforectomia redutora de risco na prevenção de neoplasias ginecológicas em uma população franco-canadense com risco elevado

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Efetividade da salpingo-ooforectomia redutora de risco na prevenção de neoplasias ginecológicas em uma população franco-canadense com risco elevado
Autor Bacha, Omar Moreira
Orientador Edelweiss, Maria Isabel Albano
Data 2012
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Medicina: Ciências Médicas.
Assunto Neoplasias dos genitais femininos : Prevenção e controle
Ovariectomia
Salpingectomia
[en] BRCA
[en] Ovarian cancer prevention
[en] Prophylactic salpingo-oophorectomy
[en] Prophylactic surgery
[en] Risk-reducing salpingo-oophorectomy
Resumo Introdução: Mulheres portadoras de mutações germinativas BRCA1 ou BRCA2 apresentam um risco aumentado de câncer de mama e de ovário em comparação com a população geral, enquanto a salpingo-ooforectomia redutora de risco (SORR) reduz significativamente a incidência desses cânceres. O objetivo deste estudo foi analisar as características clínicas e patológicas de uma população franco-canadense que realizou a SORR. A morbidade cirúrgica também foi avaliada. Materiais e Métodos: Entre dezembro de 1999 e dezembro de 2009, todas as pacientes submetidas à SORR foram identificadas. Os prontuários médicos foram revisados. Estatística descritiva, teste exato de Fischer, e teste t de Student foram utilizados para análise. Resultados: Durante o período de estudo, a SORR foi realizada em 119 mulheres. A média de idade no momento da cirurgia foi de 49 anos (35-72 anos); e 63 pacientes (53%) estavam na pré-menopausa. Sessenta e duas mulheres (52%) tinham uma história de câncer de mama in situ ou invasor. Mutações nos genes BRCA1 e BRCA2 estavam presentes em 34 pacientes (29%) e 42 pacientes (35%), respectivamente. Desse modo, 43 pacientes (36%) foram consideradas como tendo um risco aumentado de câncer de mama e de ovário, apesar de um teste negativo para ambos os genes (n = 23) ou desconhecido, porque o paciente recusou teste genético (n = 20). A maioria das pacientes com útero foi submetida a uma histerectomia complementar (65%). Seis complicações ocorreram (3 hematomas, 2 arritmias cardíacas e uma cistostomia). Em uma paciente (0,8%), um carcinoma ovariano de alto grau estadio II foi descoberto no momento da cirurgia. Atipias de tubas de falópio foram identificadas na patologia final em 8 casos (6,7%). Após um acompanhamento médio de 22 meses, 4 mulheres (3,4%) desenvolveram câncer de mama e uma paciente (0,8%) desenvolveu câncer peritoneal. Conclusões: a SORR é altamente eficaz na prevenção de câncer de ovário, tuba de falópio, e de carcinomas de mama em uma população franco-canadense de alto risco, sendo que a morbidade cirúrgica é baixa.
Abstract Background: Women with germ line BRCA1 or BRCA2 mutations have a marked increased risk of breast and ovarian cancer compared with the general population, whereas risk-reducing salpingo-oophorectomy (RRSO) significantly lowers the incidence of these cancers. The objective of this study was to review the clinical and pathological characteristics of a French Canadian population undergoing RRSO. Surgical morbidity was also evaluated. Materials and Methods: From December 1999 to December 2009, all women who underwent RRSO at our institution were identified. Medical records were retrospectively reviewed. Descriptive statistics, the Fischer exact test, and the Student t test were used for analysis. Results: During the study period, RRSO was performed on 119 women. Mean age at surgery was 49 years (35-72 years), and 63 patients (53%) were premenopausal. Sixty two women (52%) had a history of in situ or invasive breast cancer. BRCA1 and BRCA2 mutations were present in 34 patients (29%) and 42 patients (35%), respectively, whereas 43 patients (36%) were considered to have an increased risk of breast and ovarian cancer, despite a personal genetic test, which was either negative (n = 23) or unknown because the patient declined genetic testing (n = 20). Most patients with an uterus in place had a complementary hysterectomy (65%). Six complications occurred (3 hematomas, 2 cardiac arrhythmias, and 1 cystotomy). In one patient (0.8%), a high-grade stage II ovarian cancer was discovered at the time of surgery. Fallopian tube atypias were identified on final pathology in 8 cases (6.7%). After a median follow-up of 22 months, 4 women (3.4%) developed breast cancer and one woman (0.8%) developed peritoneal cancer. Conclusions: Risk-reducing salpingo-oophorectomy is highly effective in preventing ovarian, fallopian tube, and breast cancers in a high-risk French Canadian population; and the surgical morbidity is low.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/61265
Arquivos Descrição Formato
000863659.pdf (7.859Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.