Repositório Digital

A- A A+

Cidade um computador por aluno - UCA Total : uma totalidade inclusiva em discussão

.

Cidade um computador por aluno - UCA Total : uma totalidade inclusiva em discussão

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Cidade um computador por aluno - UCA Total : uma totalidade inclusiva em discussão
Autor Schneider, Fernanda Chagas
Orientador Santarosa, Lucila Maria Costi
Data 2012
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Inclusão escolar
Informática na educação
[en] Computers in education
[en] Inclusion
[en] One laptop per child
Resumo O presente trabalho observa a iniciativa do governo federal que pretende garantir a qualidade do ensino brasileiro, através da igualdade de oportunidades e de acesso ao conhecimento por meio do Projeto Um Computador por Aluno – UCA. Tais tecnologias estão sendo disponibilizadas em fase de estudo piloto, podendo, posteriormente, atingir a totalidade de escolas regulares no país. Por outro lado, faz-se necessário observar que a Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva, garante o acesso e permanência de pessoas com deficiência nos bancos regulares de ensino. Observar como ocorre o processo inclusivo de pessoas com deficiência mediadas por laptops foi o objetivo deste estudo. Caracterizando-se como uma pesquisa qualitativa, descritiva em formato de estudo de caso, este trabalho enfocou a realidade de Tiradentes-MG. Esta cidade configura-se como UCA total, ou seja, município em que todas as escolas foram contempladas nesta fase do projeto piloto. Sob o enfoque vygotskyano avaliou-se quais mudanças ocorrem nas dimensões cognitivas e sociais de pessoas com deficiência quando mediadas por laptops em contexto escolar, bem como se identificou quais movimentos inclusivos estão sendo desencadeados a partir da implementação do PROUCA, tanto nas dinâmicas de sala de aula e nas escolas quanto na gestão educacional do município. Os diferentes resultados da pesquisa apontaram que o projeto de disseminação de laptops do governo federal, balizando a ferramenta ofertada sob o conceito da homogeneidade e uniformidade tecnológica, impõe barreiras ao atendimento da diversidade em situação de inclusão sociodigital. Além disso, observamos que a prática inclusiva em Tiradentes garante a vinculação do aluno especial à rede regular de ensino, mas ainda não articula movimentos capazes de promover a efetiva participação dos sujeitos com deficiência no ambiente escolar, quer seja pela falta de acesso arquitetônico, pela restrição ao atendimento educacional especializado ou pelo escasso apoio pedagógico ao professor.
Abstract This paper analyzes the federal government initiative which aims to ensure the quality of education in Brazil through equal opportunity and access to knowledge with the One Laptop per Child Project – UCA. These technologies have become available in a pilot study phase and may subsequently reach the totality of regular schools in the country. However, it is necessary to note that the National Policy on Special Education, in the Perspective of Inclusive Education, ensures access and retention of people with disabilities in regular education classes. The objective of this study was to observe how the inclusive process of disabled people mediated by laptops occured. Characterized as a qualitative research, with a descriptive case study format, this work focused on the reality of Tiradentes-MG, which is a city considered as total UCA, that is, a municipality in which all schools were covered in this phase of the pilot project. Under the Vygotskian approach, the study assessed what changes occured in cognitive and social dimensions of people with disabilities when mediated by laptops in the school context, and it also identified which inclusive movements were triggered by the implementation of PROUCA, both in the classroom and school dynamics and in educational administration of the municipality. The different results of the research showed that the federal project of distribution of laptops imposes barriers to address diversity in a situation of sociodigital inclusion by delimiting the offered tool under the concept of technological homogeneity and uniformity. Furthermore, we observed that the inclusive practice in Tiradentes, ensures the binding of the special student to the regular school system, but it has not yet articulated movements that promote the effective participation of individuals with disabilities in the school environment, whether by lack of access Architectural, the restriction tospecialized educational services, or by the limited pedagogical support to the teacher.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/61750
Arquivos Descrição Formato
000865398.pdf (3.260Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.