Repositório Digital

A- A A+

Ecologia alimentar do Boto, Tursiops truncatus (Montagu, 1821), no Litoral Norte do Rio Grande do Sul, Sul do Brasil

.

Ecologia alimentar do Boto, Tursiops truncatus (Montagu, 1821), no Litoral Norte do Rio Grande do Sul, Sul do Brasil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Ecologia alimentar do Boto, Tursiops truncatus (Montagu, 1821), no Litoral Norte do Rio Grande do Sul, Sul do Brasil
Autor Carvalho, Lucas Milmann de
Orientador Ott, Paulo Henrique
Data 2011
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Biociências. Curso de Ciências Biológicas: Ênfase em Biologia Marinha e Costeira: Bacharelado.
Assunto Odontoceti : Golfinhos : Tursiops truncatus : Hábitos alimentares
Rio Grande do Sul, Litoral norte
[en] Bottlenose dolphin
[en] Diet
[en] Feeding
[en] Food habits
[en] Southern Brazil
[en] Tursiops truncatus
Resumo A ecologia alimentar do boto, Tursiops truncatus, foi avaliada através da análise do conteúdo estomacal de 25 espécimes encontrados encalhados, entre novembro de 1991 e outubro de 2009, no litoral norte do Rio Grande do Sul, sul do Brasil. As presas foram identificadas a partir de estruturas mais resistentes à digestão, como otólitos de teleósteos e bicos de cefalópodes. A frequência de ocorrência (%FO), a frequência numérica (%FN) e o índice de importância relativa (IIR) foram utilizados para determinar a importância de cada presa na dieta de T. truncatus. Dos 25 estômagos analisados, dois estavam vazios e dois continham apenas ossos de teleósteos que não puderam ser identificados. Nos 21 estômagos restantes foram encontrados 1.477 itens, correspondendo a um mínimo de 794 presas. Um total de 17 espécies de presas foi identificado, incluindo 15 teleósteos e dois cefalópodes. Os peixes foram responsáveis por 99,01% do total de presas ingeridas, sendo que os cefalópodes representaram 0,99%. As três principais presas identificadas foram Trichiurus lepturus, Paralonchurus brasiliensis e Mugil sp., dentre os teleósteos. Dorytheutis plei, foi a espécie mais importante dentre os cefalópodes. No entanto, os cefalópodes não foram considerados representativos na dieta da espécie. Os dados coletados indicam que T. truncatus, no sul do Brasil, é um predador oportunista, de amplo espectro alimentar, que se alimenta de uma grande variedade de tipos de presa na zona costeira, apresentando preferência por estas três espécies de teleósteos no litoral norte do Rio Grande do Sul.
Abstract The feeding ecology of the bottlenose dolphin, Tursiops truncatus, was analyzed through the analysis of stomach contents from 25 stranded specimens, between November 1991 and October 2009, in the northern coast of Rio Grande do Sul state, southern Brazil. The preys were identified throughout most digest resistant structures, like fish otoliths and cephalopod beaks. The frequency of occurrence (%FO), numeric frequency (%FN) and the Index of Relative Importance (IRI) were taken into consideration to determine of importance for each prey found in the diet of T. truncatus. From the 25 stomachs analyzed, two were empty and other two had only a few fish bones that couldn’t be identified and were not taken into account. The other 21 stomachs had 1.447 items, corresponding to 794 preys. In this study, 17 prey species were identified, including 15 bone fishes and two cephalopods. Fishes were responsible for 99,01% of the total prey ingested, whereas the cephalopods represented only 0,99% of the total. Three main prey species were identified, including Trichiurus lepturus, Paralonchurus brasiliensis, and Mugil sp.. Dorytheutis plei was the most important cephalopod species. This last group was not considered as a major prey for T. truncatus in the area. The present data shows that T. truncatus, in southern Brazil, has a wide feeding spectrum although an opportunistic predator, feeding on a big variety of prey in coastal areas, showing preference for this three teleost species in the northern coast of Rio Grande do Sul, southern Brazil.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/61943
Arquivos Descrição Formato
000786751.pdf (1.541Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.