Repositório Digital

A- A A+

Doenças reumatológicas autoimunes e sua associação com os genes killer immunoglobulin-like receptors

.

Doenças reumatológicas autoimunes e sua associação com os genes killer immunoglobulin-like receptors

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Doenças reumatológicas autoimunes e sua associação com os genes killer immunoglobulin-like receptors
Outro título Autoimmune rheumatic diseases and their association with killer immunoglobulin-like receptor genes
Autor Salim, Patrícia Hartstein
Jobim, Mariana de Sampaio Leite
Jobim, Luiz Fernando Job
Xavier, Ricardo Machado
Resumo Os genes Killer Immunoglobulin-like Receptors (KIR) expressam-se como receptores que estimulam ou inibem as células Natural Killer (NK). As células NK fazem parte da imunidade inata e através de seus receptores KIR identifi cam células-alvo que apresentam moléculas HLA (Human Leukocyte Antigen) modifi cadas ou diferentes, induzindo à sua lise. Os receptores KIR são resultados da expressão dos genes KIR (19q13.14) na membrana celular das células NK, os quais são polimórfi cos e formam haplótipos. A diversidade de frequência dos haplótipos KIR em certas populações sugere que alguns indivíduos apresentam diferentes níveis de proteção contra algumas doenças e o balanço entre inibição e ativação celular mediada pelos receptores KIR e seus ligantes faz com que a célula NK possa auxiliar o organismo na vigilância imunológica. Além disso, há várias evidências da existência de associação de genótipos KIR ativadores com risco aumentado de doença autoimune.
Abstract Killer Immunoglobulin-like Receptor (KIR) genes express as receptors that activate or inhibit Natural Killer (NK) cells. The NK cells are part of the innate immune response and, through their KIR receptors, they identify target cells that have modifi ed or different HLA (Human Leukocyte Antigen) molecules, inducing their lysis. The KIR receptors result from the expression of KIR genes (19q13.14) on the cell membrane of NK cells, which are polymorphic, and form haplotypes. The diversity of the frequency of KIR haplotypes in certain populations suggests that some individuals have different levels of protection against some diseases. The balance between cell inhibition and activation enables the NK cell to help the organism in immunological surveillance. In addition, there is evidence of the association of activating KIR genotypes with an increased risk for autoimmune disease.
Contido em Revista brasileira de reumatologia. Campinas. Vol. 51, n. 4 (2011), p. 351-364
Assunto Auto-imunidade
Escleroderma sistêmico
Receptores KIR
Reumatologia
[en] Autoimmunity
[en] KIR receptors
[en] Systemic sclerosis
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/62552
Arquivos Descrição Formato
000795282.pdf (1.095Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir
000795282-02.pdf (1.228Mb) Texto completo (inglês) Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.