Repositório Digital

A- A A+

A concordância verbal de terceira pessoa do plural na fala de crianças de uma creche comunitária de Porto Alegre : aprendizagem de uma regra variável

.

A concordância verbal de terceira pessoa do plural na fala de crianças de uma creche comunitária de Porto Alegre : aprendizagem de uma regra variável

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A concordância verbal de terceira pessoa do plural na fala de crianças de uma creche comunitária de Porto Alegre : aprendizagem de uma regra variável
Autor Soares, Simone Mendonça
Orientador Simões, Luciene Juliano
Data 2012
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Programa de Pós-Graduação em Letras.
Assunto Aquisição da linguagem
Concordância verbal
Creche comunitária
Crianças
Ensino e aprendizagem
Fala
Língua portuguesa
Porto Alegre (RS)
Verbo
Resumo Com este estudo, meu objetivo é analisar os contextos linguísticos e sociais em que se dá a produção da desinência de concordância variável de terceira pessoa do plural na fala infantil. A amostra é constituída por dados de trinta crianças, estratificadas em três faixas etárias, 3, 4 e 5 anos de idade, e em gênero, quinze meninos e quinze meninas, pertencentes a uma comunidade de classe baixa do município de Porto Alegre. Dados foram gerados especificamente para análise quantitativa de concordância variável. A geração dos dados foi realizada em sessões de interação entre criança e pesquisador, através de atividades elaboradas especificamente para este fim. Para estabelecer um quadro descritivo da constituição social da comunidade e, com isso, dar suporte à análise das variáveis sociais, gerei dados de natureza interpretativa, com técnicas de observação participante. A análise dos dados foi feita através de metodologia quantitativa, e utilizei, para tal, o Programa GOLDVARB de análise estatística. A interpretação dos resultados estatísticos teve por base estudos anteriores sobre o sistema variável de concordância verbal em dados de crianças de classe média, e também pesquisas referentes a este sistema linguístico em outras comunidades brasileiras sobre dados de adultos. Os resultados mostraram que a variação sociolinguística na infância responde tanto a fatores linguísticos e discursivos (saliência fônica, tempo verbal, tonicidade, tipo de sujeito, posição do sujeito e focalização) descritos para a fala adulta, quanto a fatores sociais (pesquisador, faixa etária e ocupação da mãe) relacionados à dinâmica socioeconômica da comunidade onde as crianças vivem. De modo geral, em relação às variáveis linguísticas, o comportamento das crianças sob estudo não divergiu significativamente do comportamento linguístico das crianças das pesquisas anteriores nem daquele dos adultos de classe média, descrito em pesquisas da área. Os resultados das variáveis sociais, por sua vez, indicam que há variação sociolinguística específica da infância. A análise mostrou que as crianças do estudo, nos termos da variável observada, estão atentas à condição social da família em termos locais, e às experiências letradas, tanto escolares, quanto da sociedade urbanizada mais ampla.
Abstract This work aims at describing and analyzing the use of variable third person plural agreement in the speech of Brazilian children, between the ages of 3 and 6. . The sample is constituted by data from thirty children, stratified in three age groups, 3, 4 and 5 years old, and by gender, fifteen boys and fifteen girls, belonging to a lower socioeconomic class community in the city of Porto Alegre. The data were generated specifically for the quantitative analyses of variable agreement. The data generation was performed in interaction sessions between child and researcher, through activities specifically elaborated to this end. In order to establish a descriptive picture of the community social constitution and, therefore, support the analyses of social variables, interpretative data were also generated, through techniques of participant observation. The data analyses was performed through quantitative methodology, and, in order to achieve it, the statistical analyses software GOLDVARB was used. The interpretation of the statistical results was based on previous studies regarding the variable system of verbal agreement in data of middle class children, as well as research concerning this linguistic system in other Brazilian communities, focused on adults’ data. The results have shown that the production of the third person plural suffix is influenced by linguistic and discursive factors (phonic salience, verbal tense, tonicity, type of subject, subject position and focalization) described for adult speech, as well as social factors (researcher, age group and mother’s occupation) related to the socioeconomic dynamics of the community where the children live. In general, regarding the linguistic variables, the linguistic behavior observed in our data is not significantly different from that of middle class children observed in previous studies, neither from middle class adults. The results concerning social variables indicate that there are specific sociolinguistic variation patterns in childhood. The analysis has shown that the children here focused, regarding the observed variable, are aware of their families’ social conditions in local terms, as well as of literate experiences both in school and in the urban society more widely.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/66290
Arquivos Descrição Formato
000870742.pdf (3.679Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.