Repositório Digital

A- A A+

Petebismo, radicalização política e reformismo social em Canoas/RS (1961-1964)

.

Petebismo, radicalização política e reformismo social em Canoas/RS (1961-1964)

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Petebismo, radicalização política e reformismo social em Canoas/RS (1961-1964)
Autor Torres, Anderson Vargas
Orientador Brandalise, Carla
Data 2012
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Curso de História: Licenciatura.
Assunto Brizola, Leonel de Moura, 1922-2004
Canoas (RS)
Golpe militar : 1964
Governo João Goulart : 1961-1964
Partido Trabalhista Brasileiro.
Radicalização política
Resumo O período compreendido entre a renúncia de Jânio Quadros à presidência da República, a eclosão do Movimento da Legalidade e o golpe civil-militar de março/abril de 1964 é marcado por acirrados conflitos entre diferentes grupos sociais no cenário político e social brasileiro. O Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) atuou nesse contexto na defesa das Reformas de Base e do nacionalismo, fomentando movimentos sociais reformistas que interpelavam ou eram promovidos por camponeses, sindicatos, estudantes e subalternos militares.No Rio Grande do Sul, sob a liderança de Leonel Brizola, grande parte dessas organizações aglutinaram uma série de projetos e ideias e passaram a defendê-las de forma cada vez mais radicalizada, confrontando-se na arena política com as oposições conservadoras. A partir desse contexto, o presente trabalho visa analisar as repercussões dessa radicalização política junto às lideranças político-partidárias no município de Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre. Canoas era, naquele momento, uma cidade com significativo contingente de operários entre seus moradores, sendo uma localidade com eleitorado majoritariamente trabalhista e que apresenta, a partir de suas lideranças políticas, adesão aos projetos reformistas mais radicais. A radicalização aqui será entendida como uma forma de luta política dentro do campo político brasileiro. Pretende-se entender como a radicalização foi recebida, apropriada e utilizada pelos líderes político-partidários daquela localidade. A metodologia aqui utilizada é a leitura e análise qualitativa das atas da Câmara Municipal de Canoas entre 1961 e 1964. Além da fonte legislativa, serão igualmente empregadas na pesquisa as atas do Diretório Municipal do PTB em Canoas, entre 1962 e 1964; dois periódicos canoenses da época: O Gaúcho e Gazeta de Notícias; entrevistas realizadas com testemunhos da época e documentação do poder executivo local.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/66976
Arquivos Descrição Formato
000869645.pdf (1.122Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.