Repositório Digital

A- A A+

A política externa soviética e seus impactos nas relações internacionais (1917-1985)

.

A política externa soviética e seus impactos nas relações internacionais (1917-1985)

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A política externa soviética e seus impactos nas relações internacionais (1917-1985)
Autor Brites, Alessandra Scangarelli
Orientador Pereira, Analúcia Danilevicz
Data 2012
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Programa de Pós-Graduação em Estudos Estratégicos Internacionais.
Assunto Política externa
Relações internacionais
União Soviética
[en] Defensive foreign policy
[en] Intersystem competition
[en] Peaceful coexistence
[en] Reactive foreign policy
[en] USSR
Resumo O presente trabalho visa analisar a política externa da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS) no período de 1917 a 1985. Até 1953, a política da URSS caracterizou-se como defensiva: buscava, em meio a um período de profunda crise do sistema capitalista, evitar as invasões a seu território, objetivando a modernização acelerada não apenas para integrar o país ao mundo produtivo e industrializado, como para também ter condições materiais de defender-se e de combater os inimigos em caso de guerra. No período posterior a 1953, o status de grande potência e líder do bloco socialista marcou um novo capítulo na história da política externa soviética – isso porque obterá um caráter mais reativo, em decorrência de um novo contexto internacional, que se estruturava na competição intersistêmica do bloco capitalista e socialista, como exposto por Fred Halliday. A URSS atuou no intuito de promover aliados e parcerias, especialmente no Terceiro Mundo. Dessa forma, como um todo, a URSS acabou por também promover uma política de coexistência pacífica contra o imperialismo, impulsionando uma mudança qualitativa nas relações de poder para as relações internacionais.
Abstract This study aims to analyze the foreign policy of the USSR in the period from 1917 to 1985. Until 1953, the policy of the USSR was known as defensive, as sought in the midst of a period of profound crisis of the capitalist system, prevent intrusions into its territory, seeking accelerated modernization not only in order to integrate the country into productive and industrialized world, but also to be able to defend material conditions and fight enemies in case of war. After 1953, the status of great power and leader of the socialist bloc marked a new chapter in the history of soviet foreign policy, giving a more reactive perspective to its actions as a result of a new international environment: the intersystem competition among the capitalist bloc and the socialist bloc, as exposed by Fred Halliday. Thus, the USSR acts in order to promote partnerships and allies, especially in the Third World. Thus, as a whole, the USSR also ends up promoting a policy of peaceful coexistence, against imperialism, driving a qualitative shift in power relations to international relations.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/70023
Arquivos Descrição Formato
000875299.pdf (879.5Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.