Repositório Digital

A- A A+

Validity of the Brazilian version of WHOQOL-BREF in depressed patients using Rasch modelling

.

Validity of the Brazilian version of WHOQOL-BREF in depressed patients using Rasch modelling

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Validity of the Brazilian version of WHOQOL-BREF in depressed patients using Rasch modelling
Outro título Validade da versão brasileira do WHOQOL-BREF em pacientes deprimidos usando o modelo de Rasch
Autor Rocha, Neusa Sica da
Fleck, Marcelo Pio de Almeida
Resumo OBJETIVO: Testar a validade da versão brasileira do World Health Organization Quality of Life Instrument, abbreviated version (WHOQOL-BREF) em adultos com depressão maior, usando o modelo de Rasch. MÉTODOS: Estudo utilizando dados secundários da amostra brasileira basal do “Longitudinal Investigation of Depression Outcomes”, constituída por 208 pacientes com depressão maior, recrutados em um serviço de atenção primária de Porto Alegre, RS, em 1999. Os instrumentos utilizados foram: a Center for Epidemiological Studies Depression Scale para avaliar a intensidade da depressão; a versão brasileira do WHOQOL-BREF, como medida de qualidade de vida genérica; e a Composite International Diagnostic Interview, version 2.1 para o diagnóstico de depressão. RESULTADOS: Após usar a análise de Rasch, os quatro domínios do WHOQOL-BREF se mostraram adequados ao modelo de Rasch. Alguns itens necessitaram de ajustes: quatro itens foram recodificados (dor; finanças, serviços e transporte), 2 itens (trabalho e atividade) mostraram dependência de respostas, e 1 item foi retirado (sono), por apresentar sinal de multidimensionalidade. CONCLUSÕES: A validação da versão brasileira do WHOQOL-BREF usando a análise de Rasch complementa os estudos prévios de validação, confirmando a importância deste instrumento como uma medida transcultural genérica de qualidade de vida.
Abstract OBJECTIVE: To assess the validity of the Brazilian version of the World Health Organization Quality of Life Instrument – Abbreviated version (WHOQOLBREF) in adults with major depression, using Rasch modelling. METHODS: Study analyzing data from the baseline sample of the Longitudinal Investigation of Depression Outcomes in Brazil, including a total of 208 patients with major depression recruited in a primary care service in Porto Alegre (Southern Brazil), in 1999. The Center for Epidemiological Studies Depression Scale was used to assess intensity of depression; the WHOQOLBREF to assess generic quality of life; and the Composite International Diagnostic Interview version 2.1 for the diagnosis of depression. RESULTS: In the Rasch analysis, the four domains of WHOQOL-BREF showed appropriate fit to this model. Some items needed adjustments: four items were rescored (pain, finances, services, and transport); two items (work and activity) were identified as having dependency of responses, and one item was deleted (sleep) due to multidimensionality. CONCLUSIONS: The validation of the WHOQOL-BREF Brazilian version using Rasch analysis complements previous validation studies, evidencing the robustness of this instrument as a generic cross-cultural quality of life measure.
Contido em Revista de saúde pública. São Paulo. Vol. 43, n. 1 (fev. 2009), p. 147-153
Assunto Depressão
Estudos de validação
Organização Mundial da Saúde
Qualidade de vida
Questionários
Tradução (Produto)
[en] Depression
[en] Quality of Life
[en] Questionnaires
[en] Translations
[en] Validation Studies
[en] World Health Organization
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/71439
Arquivos Descrição Formato
000731223.pdf (55.06Kb) Texto completo (inglês) Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.