Repositório Digital

A- A A+

Cinema ou arte, o que se relativiza no museu?

.

Cinema ou arte, o que se relativiza no museu?

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Cinema ou arte, o que se relativiza no museu?
Autor Ribeiro, Fernanda Al Alam
Orientador Fischer, Rosa Maria Bueno
Data 2013
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Curso de especialização em pedagogia da arte.
Assunto Arte
Cartografia
Cinema
Museu
Resumo O presente trabalho, de inspiração cartográfica, é a busca de afectos presentes em museus ou galerias de arte inspirado em provocações trazidas por Philippe Dubois acerca do vídeo e da arte. A partir de Deleuze, Guattari e Suely Rolnik, buscou-se a vontade de potência de uma ciência que experimenta e indaga ao invés de apenas procurar respostas. O trabalho se deu a partir do encontro com a exposição O Ponto Cego, de Miguel Rio Branco, no Santander Cultural. Em momento algum se pretendeu obter conclusões a cerca do vídeo, arte, espectador ou mesmo do encontro entre eles; o trabalho é uma escrita rizomática de afectos que pediam passagem no interior da exposição.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/71647
Arquivos Descrição Formato
000879462.pdf (531.5Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.