Repositório Digital

A- A A+

Relações entre conhecimento e trabalho no contexto de uma instituição financeira : a experiência no Banco do Brasil

.

Relações entre conhecimento e trabalho no contexto de uma instituição financeira : a experiência no Banco do Brasil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Relações entre conhecimento e trabalho no contexto de uma instituição financeira : a experiência no Banco do Brasil
Autor Leite, João Batista Diniz
Orientador Vargas, Lilia Maria
Data 2006
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Programa de Pós-Graduação em Administração.
Assunto Ambiente de trabalho : Avaliação
Aprendizagem organizacional
Bancarios : Brasil
Estudo de caso
Gestão do conhecimento
Identidade corporativa
Identidade profissional
Modelo teorico
Trabalho
[en] Cooperation
[en] Ethics
[en] Human development
[en] Knowledge
[en] Work
Resumo O tema desta tese é a Gestão do Conhecimento, abordagem em evidência crescente nos meios acadêmicos e empresariais, espaços em que o conhecimento começa a ser visto como recurso substituto do trabalho. A discussão da ruptura entre os conceitos de conhecimento e trabalho vigora desde a antiguidade até os dias de hoje. E foi esse argumento de ruptura que impulsionou a definição do foco desta pesquisa: a discussão das relações entre conhecimento e trabalho, e a forma como esses conceitos interagem no contexto das organizações. A pesquisa de campo foi realizada em uma instituição financeira brasileira de grande porte, o Banco do Brasil, diante do contexto do sistema financeiro. Buscou-se construir um quadro referencialteórico das relações entre conhecimento e trabalho nessa empresa. Para o desenvolvimento da tese, foi utilizado um referencial teórico multidisciplinar baseado nas interfaces da Gestão do Conhecimento com a Filosofia (concepções de vita contemplativa e vita activa) a Sociologia (o conhecimento como construção social e histórica) e a Psicologia (o conhecimento associado ao desenvolvimento humano). Para a realização da pesquisa, optou-se por um método de orientação pós-moderna, que se admite o uso das técnicas científicas mais recentes, sem excluir o uso de abordagens tradicionais. Entende-se que a visão pós-moderna transcende a modernidade, sem excluí-la. Para a coleta de informações, foi utilizada uma abordagem multimétodos, que abrangeu a aplicação das seguintes técnicas: questionários fechados, entrevistas em profundidade, observação participante e análise documental. Os questionários foram aplicados, exclusivamente, junto a profissionais do Banco do Brasil. As entrevistas em profundidade foram realizadas com profissionais do Banco do Brasil e de outros bancos públicos e privados (das cinco regiões do país) e também com representantes do Sindicato dos Bancários de Brasília e com um técnico do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada - IPEA. Como resultados da pesquisa, foram identificadas seis categorias analíticas (Concepção de Gestão do Conhecimento, Ambiente de Trabalho, Compartilhamento de Conhecimento, Aprendizagem, Identidade Profissional e Identidade Corporativa) as quais são necessárias para a compreensão das relações entre conhecimento e trabalho no âmbito da instituição finaceira pesquisada. A partir desses resultados, foi construído um modelo teórico da Gestão do Conhecimento.
Abstract This doctoral dissertation deals with knowledge management, an increasingly important subject both in academic and managerial circles where knowledge starts to be considered as a resource substitute for work. The discussion about the split between the concepts of knowledge and work stays alive since the antique and continues in contemporary times. The argument about the split between these concepts defines the focus of the research: the discussion of the relationships between knowledge and work and the way how these concepts interact in organizational contexts. The field research was carried out in a large Brazilian financial institution, the “Banco do Brasil”, considering the context of the financial system. The objective of this research is to build a theoretical framework which addresses the relationship between knowledge and work in this company. The framework is grounded on a multidisciplinary theoretical basis drawing on the interfaces between knowledge management and philosophy (concepts of vita contemplativa and vita activa) and Sociology (knowledge as social construction and history) and psychology (knowledge associated with human development). Regarding the research method, it has been used a method of postmodern orientation which transcends modernity without excluding it. Thus, more recent scientific methods have been combined with traditional ones. Data collection followed a multi-method approach which encompassed the following techniques: structured questionnaires, in-depth interviews, participant observation and documentary analysis. The structured questionnaires were applied exclusively to Banco do Brasil staff. The in-depth interviews have been carried out with Banco do Brasil staff and executives, other public and private banks in all the five Brazilian administrative regions as well as with representatives from the Banks´ Employees Union of Brasília and an expert from a Brazilian economic research institute. As a result of the research, six analytical categories have been identified (conception of knowledge management, work environment, knowledge sharing, learning, professional identity and corporate identity) which are necessary to understand the relationships between knowledge and work in the context of the researched financial institution. On the basis of these results, the theoretical framework of knowledge management has been developed.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/7481
Arquivos Descrição Formato
000546078.pdf (1.122Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.