Repositório Digital

A- A A+

Variação fonológica, redes e práticas sociais numa comunidade bilíngue português-alemão do Brasil meridional

.

Variação fonológica, redes e práticas sociais numa comunidade bilíngue português-alemão do Brasil meridional

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Variação fonológica, redes e práticas sociais numa comunidade bilíngue português-alemão do Brasil meridional
Autor Lara, Claudia Camila
Orientador Battisti, Elisa
Data 2013
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Programa de Pós-Graduação em Letras.
Assunto Análise lingüística
Bilingüismo
Estrela (RS)
Estudos da linguagem
Fonologia
Imigrantes alemães
Língua alemã
Língua portuguesa
Mudança linguística
Rede social
Sociolingüística
Teoria da variação
Variação lingüística
[en] Language variation
[en] Personal social networks
[en] Portuguese in contact with Hunsrückisch
[en] Social practices
[en] Voicing/devoicing of bilabial plosives
Resumo O fenômeno linguístico em questão é a variação das consoantes plosivas bilabiais: o desvozeamento das plosivas vozeadas (trabalho~trapalho) e o vozeamento das plosivas desvozeadas (pudim~budim) em português, na fala de bilíngues português-alemão. A comunidade de fala sob investigação é Glória, localizado na zona rural de Estrela, uma cidade fundada por imigrantes alemães no século XIX, no estado do Rio Grande do Sul, Brasil. Vinte e quatro entrevistas sociolinguísticas forneceram dados para a investigação. Os dados foram analisados quantitativamente com os programas computacionais do pacote VARBRUL, versão GoldVarb X, a fim de verificar os fatores linguísticos e extralinguísticos que condicionam a realização das plosivas. A frequência total de aplicação de regra é baixa. O controle da variável idade sugere que o processo tende a desaparecer nos próximos anos. O processo é condicionado por informantes velhos, mulheres, bilíngues que realizam práticas sociais quase exclusivamente em Glória. A análise da rede social pessoal dos informantes mostrou que ela é densa e multiplexa. Apesar de sua densidade e multiplexidade, os informantes centrais na rede, idosos, não difundem a regra variável a seus contatos, jovens que trabalham e estudam em áreas urbanas, onde a aplicação da regra variável de plosivas é raro.
Abstract The linguistic phenomenon in question is the variation of the bilabial plosive consonants: the devoicing of the voiced plosives (trabalho~trapalho) and the voicing of the voiceless plosives (pudim~budim) in Portuguese, in the speech of Portuguese-German bilinguals. The speech community under investigation is Glória, located in the countryside of Estrela, a city founded by German immigrants in the XIX century in the state of Rio Grande do Sul, Brazil. Twenty four sociolinguistic interviews provided data for the investigation. The data were quantitatively analyzed with the computational programs of the VARBRUL package, in their GoldVarb X version, in order to verify the linguistic and extralinguistic factors which constrain the realization of the plosives. The total frequency of rule application is low. The control of variable Age suggests that the process tends to disappear in the years coming. The process is conditioned by old informants, women, bilinguals which perform social practices almost exclusively in Glória. The analysis of the personal social network of the informants showed that it is dense and multiplex. Despite of its density and multiplexity, old informants do not diffuse the variable rule to their contacts in the net, the young informants who work and study in urban areas where the application of the variable rule of plosives is rare.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/76223
Arquivos Descrição Formato
000892929.pdf (2.551Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.