Repositório Digital

A- A A+

Internacionalização da empresa Marcopolo S.A. : um estudo de caso

.

Internacionalização da empresa Marcopolo S.A. : um estudo de caso

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Internacionalização da empresa Marcopolo S.A. : um estudo de caso
Autor Rosa, Patrícia Rodrigues da
Orientador Rhoden, Marisa Ignez dos Santos
Data 2006
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Programa de Pós-Graduação em Administração.
Assunto Estudo de caso
Internacionalização
Políticas públicas
Processo de internacionalização : Modelo de Uppsala
[en] Ecletic Paradigm
[en] Financial results
[en] Internationalization process
[en] Public policies
[en] Uppsala Theory
Resumo A experiência internacional de empresas de países em desenvolvimento é relativamente nova, assim como os estudos sobre o desenvolvimento dessas atividades por esses países e, em particular, pelo Brasil. Esta pesquisa visou contribuir para o conhecimento sobre como as empresas brasileiras se internacionalizam e, para tanto, foi realizado um estudo de caso em profundidade com a Marcopolo S. A., uma organização em estágio avançado de operações internacionais. Apoiando-se em vertentes comportamentais e econômicas da literatura sobre o tema, buscou-se investigar o processo de internacionalização dessa empresa – suas motivações, como ela expandiu seus negócios no exterior, quais foram os principais obstáculos enfrentados e fatores facilitadores do processo. Também se estudou a relação entre internacionalização e resultados financeiros obtidos e a influência de políticas públicas. Atuar em mercados externos foi uma forma de ampliação de mercados e de diversificação de riscos para a empresa e hoje é o foco de sua estratégia de crescimento. O processo se desenvolveu de forma incremental, evoluindo de operações de menor comprometimento e em países mais próximos do Brasil, até a instalação de unidades em mercados mais distantes. Obstáculos de natureza econômica e cultural influenciaram suas atividades e o domínio tecnológico de produtos e de processos, assim como parcerias com montadoras, foram facilitadores do seu desenvolvimento internacional. Os resultados da pesquisa confirmaram os pressupostos da abordagem comportamental, reforçando a hipótese gradualista sustentada pela Teoria de Uppsala. O Paradigma Eclético também explicou os investimentos diretos realizados pela empresa, o que levou à constatação de que as duas linhas teóricas se complementam para explicar o caso. As operações da companhia em mercados externos foram historicamente mais rentáveis do que no mercado doméstico e esses resultados tornaram-se mais expressivos com a instalação de unidades no exterior. Por fim, constatou-se que algumas medidas de apoio governamental geraram efeitos positivos para as exportações, mas que não houve influência de políticas públicas para instalação de fábricas em territórios estrangeiros.
Abstract The international experience of enterprises in developing countries is relatively new as well as the studies about the development of these activities by those countries and, particularly, by Brazil. This research aimed to contribute to the knowledge about how Brazilian enterprises internationalize themselves and, for this purpose, a case study has been developed with Marcopolo S.A., an organization in an advanced stage of international operations. Supported by behaviorist and economic lines of thinking about the topic, it sought to research how the internationalization process has occurred by this enterprise - their motives, how it expanded their business abroad and what were their main obstacles that have been faced and the facilitating factors of the process. Furthermore, it was studied the relationship among internationalization and the obtained financial results and the influence of public policies. Acting abroad was a way for widening markets and diversifying risks for the enterprise, and nowadays, it is the focus of its growing strategy. The process was developed in an incremental way, evolving from less compromised operations and in countries that were closer to Brazil, to the establishment of units in markets located farer away. Obstacles of economic and cultural nature influenced their activities and their technological domain of products and process, as well as their partnerships with vehicles manufactures were all facilitating elements for their international development. The research’s results confirmed the presuppositions from the behaviorist approach, putting forward the gradualist hypothesis stated by the Uppsala Theory. The Eclectic Paradigm also explained the direct investments made by the enterprise, which went on to corroborate that the two theoretical lines complement themselves for explaining the case. The operations of the company in foreign markets were historically more profitable than in domestic markets and those results turn themselves more expressive with the establishment of units abroad. Finally, it was proved that some adjustments from the governmental support generated positive effects on exports, however there wasn’t influence coming from public policy for the establishment of factories in foreign territories.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/7665
Arquivos Descrição Formato
000551116.pdf (968.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.