Repositório Digital

A- A A+

O mundo da costura : a autonomia no trabalho de costureiras por conta própria

.

O mundo da costura : a autonomia no trabalho de costureiras por conta própria

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O mundo da costura : a autonomia no trabalho de costureiras por conta própria
Autor Rauber, Janaina Bacin
Orientador Rosenfield, Cinara Lerrer
Data 2012
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Curso de Ciências Sociais: Bacharelado.
Assunto Autonomia
Costureiras
Sociologia do trabalho
Trabalho
Trabalho autônomo
[en] Autonomy at work
[en] Seamstresses
[en] Self-employment
Resumo O estudo presente versa sobre o mundo da costura, no qual as protagonistas desse enredo sociológico são trabalhadoras por conta própria. A partir dessas múltiplas vozes, ou seja, desses sujeitos de pesquisa, analisamos como se configura a autonomia no trabalho no contexto de trabalho de costureiras independentes. Para tanto, nosso locus de pesquisa de campo se concentra na região metropolitana de Porto Alegre/RS. Partimos da ideia de que o trabalho por conta própria é de natureza a priori autônoma. Contudo, quando lançamos o olhar para a realidade empírica dessas trabalhadoras, a autonomia no trabalho é colocada em questão. A partir da análise de sete entrevistas semiestruturadas, constatou-se que a inserção das costureiras pela via do trabalho por conta própria, isto é, de natureza autônoma, não necessariamente conduz a autonomia no trabalho. As costureiras, por princípio, nessa modalidade de trabalho, têm a liberdade para determinar por si mesmas as regras de ação do trabalho, da sua vida e de fato isso acontece. Entretanto, ao mesmo tempo, a realidade mostra-se complexa e fluida, apresentando arranjos ora totalmente autônomos e ora subordinados a outrem nas suas condições de trabalho.
Abstract The present study is about the world of couture, in which the protagonists of this sociological storyline are self-employed. From these multiple voices, in other words, these research individuals, we analyze how configure the autonomy at work in the context of independent work of seamstresses. Therefore, our locus of field research focuses on the metropolitan area of Porto Alegre/RS. We started from the idea that self-employment is a priori autonomous nature. However, when we launched our gaze to the empirical reality of these workers, autonomy at work is called into question. From the analysis of seven semi-structured interviews, we found that the insertion of seamstresses through independent work, what is autonomous nature, does not necessarily lead to autonomy at work. The seamstresses, in principle, in this kind of work, have the freedom to determine for themselves the rules of action work, his life and this happen. However, at the same time, the reality shows complex and fluid, with arrangements now fully autonomous and sometimes subordinate to others in their working conditions.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/77165
Arquivos Descrição Formato
000894903.pdf (717.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.